Meteorologia

  • 16 JUNHO 2024
Tempo
20º
MIN 15º MÁX 25º

Marcelo defende que o mar é "eixo estruturante" da afirmação de Portugal

O Presidente da República defende que o mar é um "eixo estruturante" da afirmação de Portugal no mundo, num período que considera ser de "continentalização da política europeia" e de "erosão dos mecanismos multilaterais".

Marcelo defende que o mar é "eixo estruturante" da afirmação de Portugal
Notícias ao Minuto

14:19 - 20/05/24 por Lusa

País Presidência da República

Marcelo Rebelo de Sousa assume esta posição numa mensagem escrita hoje publicada no sítio oficial da Presidência da República na Internet para assinalar o Dia Europeu do Mar.

"Por ocasião do Dia Europeu do Mar, o Presidente da República reafirma a importância do oceano como pilar da nossa autonomia, independência e potencial geoestratégico na globalização económica, na absorção de carbono, na segurança do comércio e das infraestruturas críticas, e na insubstituível relação que promovemos entre os povos transatlânticos, quer no Atlântico Norte, quer no Sul", lê-se no texto.

O chefe de Estado realça que "Portugal tem uma das maiores zonas económicas do mundo, com um processo em curso de extensão da sua plataforma continental nas Nações Unidas".

Segundo Marcelo Rebelo de Sousa, a extensão da plataforma continental dará ao país "uma responsabilidade acrescida nas diversas dimensões estratégicas do presente, potenciando ainda um mar de oportunidades na inovação, investigação e cooperação científicas, nomeadamente na preservação da biodiversidade e do ambiente".

"O mar é, por tudo isto, um eixo estruturante da nossa afirmação mundial, à entrada de uma era marcada pela continentalização da política europeia, por uma competição entre potências globais e regionais, e pela erosão dos mecanismos multilaterais, potenciando, através dessa afirmação, a luta contra as alterações climáticas, a estabilidade da ordem internacional e o desenvolvimento sustentável nas nossas sociedades", afirma o Presidente da República.

Leia Também: Marcelo "não pode comentar" processo do Chega e polémica de Aguiar-Branco

Recomendados para si

;
Campo obrigatório