Meteorologia

  • 15 JUNHO 2024
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 22º

Adeptos do Sporting detidos em operação da PSP ficam em liberdade

Adeptos ficaram sujeitos às medidas de coação de termo de identidade e residência, proibição de contacto com vítimas e outros arguidos e proibição de entrar em estabelecimentos desportivos em dias de jogo.

Adeptos do Sporting detidos em operação da PSP ficam em liberdade
Notícias ao Minuto

19:10 - 02/02/23 por Notícias ao Minuto com Lusa

País Lisboa

Os 16 adeptos do Sporting Clube de Portugal (SCP) detidos, na quarta-feira, na sequência de uma operação relacionada com claques desportivas da Polícia de Segurança Pública (PSP) já foram presentes a tribunal e ficaram em liberdade.

Segundo avança a SIC Notícias, os membros da claque ‘Casuals’ estavam indiciados dos crimes de participação em rixa e ofensas à integridade física e ficaram sujeitos às medidas de coação de termo de identidade e residência, proibição de contacto com vítimas e outros arguidos e proibição de entrar em estabelecimentos desportivos em dias de jogo.

No total, foram detidas 30 pessoas, entre os 18 e os 47 anos, pertencentes, não só à claque sportinguista, mas também aos ‘No Name Boys’, do Sport Lisboa e Benfica (SLB), sendo que os 14 detidos benfiquistas ainda se encontram a ser ouvidos.

Já de acordo com o despacho publicado hoje pelo Conselho Superior da Magistratura sobre as medidas de coação dos 16 arguidos interrogados, um dos arguidos irá continuar com o Termo de Identidade e Residência a que já estava sujeito.

Todos os arguidos estão proibidos de contactarem entre si e com os ofendidos e ainda proibidos "de se aproximarem e frequentarem todos os estádios a nível nacional nos dias em que existam jogos e as suas imediações, numa distância de pelo menos 500 metros".

Ainda segundo o documento judicial, os 16 arguidos estão fortemente indiciados de quatro crimes de ofensa à integridade física qualificada.

Três destes arguidos estão ainda fortemente indiciados de um crime de dano qualificado relacionado com o fenómeno desportivo, um crime de participação em rixa e três crimes de ofensa à integridade física qualificada.

Recorde-se que, na quarta-feira, a PSP, através do Comando Metropolitano de Lisboa, deu cumprimento a "29 mandados de detenção emitidos por autoridade judiciária, bem como a 30 mandados de buscas domiciliárias, na área da Grande Lisboa e margem sul do Tejo".  

A operação foi promovida em articulação com a 11.ª Secção do DIAP de Lisboa e "foi suportada nas diligências de investigação produzidas no decurso dos inquéritos, visando dois grupos afetos ao movimento dos 'casuais', com adeptos do Sporting Clube de Portugal e do Sport Lisboa e Benfica".

A ação resultou, além da detenção de "30 indivíduos", na apreensão de três armas de fogo," na qual se inclui uma pistola de 9mm e 755 munições de variados calibres", várias armas brancas e armas artesanais, diverso material pirotécnico, como petardos, potes de fumo e tochas, 13 artefactos de sinalização marítima, 5840,38 doses individuais de haxixe e 1016,40 doses individuais de heroína.

[Notícia atualizada às 23h37]

Leia Também: No total, PSP deteve 30 pessoas ligadas a claques do Benfica e Sporting

Recomendados para si

;
Campo obrigatório