Meteorologia

  • 18 AGOSTO 2022
Tempo
17º
MIN 16º MÁX 32º

Registada primeira morte por Covid-19 em Portugal

Trata-se de um homem com 80 anos que morreu, esta segunda-feira, no Hospital de Santa Maria, em Lisboa.

Registada primeira morte por Covid-19 em Portugal
Notícias ao Minuto

16:18 - 16/03/20 por Filipa Matias Pereira

País Covid-19

Um homem com 80 anos, infetado com Covid-19, morreu, ao início da tarde desta segunda-feira, no Hospital de Santa Maria, em Lisboa. O anúncio da primeira vítima mortal em território nacional foi feito pela ministra da Saúde, em conferência de imprensa. 

Acompanhada pela diretora-geral da saúde, Marta Temido precisou ainda que este paciente estava internado "há vários dias" na unidade hospitalar e que tinha várias patologias associadas. 

Apresentando as condolências à família da vítima mortal, a governante fez questão de deixar uma mensagem de agradecimento aos profissionais do Centro Hospitalar de Lisboa Norte, nomeadamente do Hospital de Santa Maria, pelo "tratamento e prestação de cuidados a este doente". 

Este agradecimento foi ainda alargado a todos os profissionais do Serviço Nacional de Saúde (SNS), que "garantem que o serviço continua a funcionar". 

Vincando que este é um "momento de pesar e de reflexão", a ministra do Executivo de Costa aproveitou ainda a oportunidade para enfatizar que esta é uma altura "de disciplina e de comportamentos cívicos" e, por isso mesmo, foram adotadas pelo Governo medidas musculadas como "o condicionamento da entrada em estabelecimentos de comércio, restringindo o número de pessoas que podem lá estar dentro". 

A gravidade [da situação] deve fazer com que todos reflitam

Este é pois, continuou o ministra, "um momento em que é importante que nos conscencializemos dos riscos que corremos e um deles é o de a nossa sociedadede se desestruturar. Não podemos permitir que isso aconteça.  Estamos num momento que é como se fosse uma guerra e numa guerra temos de ter disciplina. E a gravidade [da situação] deve fazer com que todos reflitam". 

Quantos aos pacientes que estão internados, Graça Freitas precisou que, "neste momento, há 18 pessoas internadas nos cuidados intensivos, umas mais críticas do que outras, todas nos inspiram cuidados. Todos sabemos que a taxa de mortalidade desta doença é superior a 2% em todo o mundo". Espera-se que mais pessoas venham a perder a vida, "faz parte da história natural da doença e o SNS tudo fará para reduzir ao mínimo o número de pessoas que tenham o desfecho negativo". 

Recorde-se que o número de infetados pelo novo coronavírus subiu para 331, mais 86 do que os contabilizados no domingo, anunciou hoje a Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o boletim sobre a situação epidemiológica em Portugal, divulgado hoje às 12h30, há 2.908 casos suspeitos, dos quais 374 aguardam resultado laboratorial.

Os dados indicam que dos 331 casos confirmados, mais de metade (192) estão a recuperar em casa, 139 estão internados, 18 dos quais em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI). De acordo com o boletim, há 4.592 contactos em vigilância pelas autoridades de saúde. Desde 1 de janeiro foram registados 2.908 casos suspeitos.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório