Meteorologia

  • 10 DEZEMBRO 2019
Tempo
MIN 6º MÁX 15º

Edição

Açores avança com contratação de navio para abastecimento às Flores

O Governo dos Açores vai avançar com a contratação de um navio para garantir o abastecimento de carga às Flores, ilha açoriana afetada pela passagem do furacão Lorenzo, foi hoje anunciado.

Açores avança com contratação de navio para abastecimento às Flores
Notícias ao Minuto

11:30 - 04/12/19 por Lusa

País Açores

Na terça-feira, a Autoridade Marítima publicou o edital que altera as condições de utilização do Porto das Lajes das Flores, aumentando para 90 metros de comprimento e cinco metros de calado os limites dos navios que podem, a partir de agora, operar na infraestrutura portuária que ficou totalmente destruída na sequência da passagem do furacão.

Numa nota enviada às redações, o Governo açoriano refere ter "dado orientações à Atlânticoline" para que a empresa de transportes marítimos pública dos Açores "efetuasse uma pesquisa de mercado no sentido de identificar navios com as características necessárias para operar no Porto das Lajes das Flores, após alterado o edital da Autoridade Marítima".

De acordo com a Secretaria Regional dos Transportes e Obras Públicas, a "Atlânticoline identificou, entretanto, várias soluções de navios que podem operar com as novas condições determinadas".

"Agora, garantidas as condições necessárias de operação, o Governo dos Açores dará continuidade ao processo de obtenção de um navio, cuja solução já está negociada e em condições de ser fechada nos próximos dias", lê-se na mesma nota.

O executivo açoriano acrescenta que "esta alteração dos limites de operacionalidade do Porto das Lajes tornou-se possível após todo o intenso e moroso trabalho desenvolvido pela Portos dos Açores, que procedeu à limpeza dos fundos no interior da bacia do porto, recorrendo aos meios humanos e técnicos necessários, de forma a permitir a entrada de navios de maiores dimensões".

Desde o furacão "Lorenzo" têm sido vários os alertas para "as dificuldades" de abastecimento às Flores e para "os prejuízos acumulados dos comerciantes" daquela ilha.

O capitão do porto de Santa Cruz das Flores publicou na terça-feira à noite um edital abrindo a navegação do porto comercial para barcos até 90 metros, situação imprescindível para a retoma da normalidade após o furacão "Lorenzo".

O porto pode também ser operado durante a noite, devendo, para tal, serem contactadas, com antecedência, a Autoridade Portuária e a Autoridade Marítima.

"O porto comercial, a marina e o núcleo de pesca encontram-se abertos à navegação", embora condicionados, referia o edital.

No caso do cais comercial, o porto "pode ser praticado durante a noite, devendo para o efeito ser contactada em antecedência a Autoridade Portuária e a Autoridade Marítima", e "pode ser praticado o cais -5, para navios até 90 metros de comprimento e com calado até cinco metros", indica o documento.

Na marina e núcleo de pesca, e entre várias especificidades, o capitão Rafael da Silva indica que estes podem ser utilizados "de noite por mestres, arrais, patrões e navegadores de recreio com conhecimento local [embarcações que fazem porto de armamento nas Lajes das Flores]".

Durante a passagem do "Lorenzo" pelos Açores, em outubro, foram registadas 255 ocorrências e 53 pessoas tiveram de ser realojadas.

No total, o mau tempo provocou prejuízos de cerca de 330 milhões de euros no arquipélago, segundo o Governo Regional dos Açores, sendo que o Governo da República irá assumir 85% desse valor.

Estima-se que o prejuízo registado no porto das Lajes das Flores possa ascender a mais de 190 milhões de euros.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório