Meteorologia

  • 17 NOVEMBRO 2019
Tempo
16º
MIN 11º MÁX 17º

Edição

GNR de Castelo Branco recupera peça de arte sacra furtada há 21 anos

A GNR de Castelo Branco anunciou hoje ter recuperado uma peça de arte sacra, dada como furtada há 21 anos, junto à ponte dos Lentiscais, no leito do rio Ponsul.

GNR de Castelo Branco recupera peça de arte sacra furtada há 21 anos

Em comunicado, o Comando Territorial de Castelo Branco da GNR explica que a recuperação da peça de arte sacra, desaparecida há 21 anos, aconteceu na terça-feira.

"Com a redução de caudal no rio Ponsul, os militares foram alertados por um popular do aparecimento de uma 'alminha', junto à ponte dos Lentiscais, que havia sido dado como furtada, há 21 anos, da freguesia de Louriçal do Campo", lê-se na nota.

Adianta ainda que foi acionado o Subagrupamento de Montanha da Unidade de Emergência de Proteção e Socorro da GNR, que procedeu à recolha da peça de arte sacra, com peso superior a cem quilos, através de uma ação de recuperação feita a partir do tabuleiro da ponte.

"A peça foi entregue ao seu legítimo proprietário, a junta de freguesia de Louriçal do Campo (Castelo Branco), que irá proceder ao seu restauro e recolocação no local original", refere a GNR.

Portugal é o único país do mundo que possui no seu património cultural, localizadas habitualmente à beira de caminhos rurais e em encruzilhadas, as alminhas, representações populares das almas do Purgatório que suplicam rezas e esmolas.

Frequentemente, surgem em microcapelinhas, padrões, nichos independentes ou incrustados em muros ou nos cantos de igrejas, painéis de azulejo ou noutras estruturas independentes.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório