Meteorologia

  • 18 FEVEREIRO 2019
Tempo
12º
MIN 12º MÁX 12º

Edição

Havia mais um seguro de Luís Grilo e a beneficiária seria a mulher Rosa

Rosa Grilo continua a negar a autoria do crime, garantindo que o marido foi assassinado por três homens devido a um negócio com diamantes oriundos de África.

Havia mais um seguro de Luís Grilo e a beneficiária seria a mulher Rosa

Que Luís Grilo tinha quatro seguros de vida já era sabido, mas o que a investigação da SIC descobriu agora é que existia, afinal, um quinto seguro de vida que reverteria para Rosa Grilo que, além de ficar com a casa paga, receberia 400 mil euros.

Mais ainda. Também de acordo com a SIC, a cama de Luís Grilo havia desaparecido, sem que o seu paradeiro fosse conhecido. Até agora.

Os jornalistas da estação de Carnaxide descobriram que a cama e o respetivo colchão haviam sido colocados junto a um caixote do lixo e que um dos vizinhos do casal aproveitou as tábuas de madeira da cama que encontrou abandonadas.

Destas já não resta muita coisa, pois o dito vizinhou utilizou-as para construir uma coelheira. Ainda assim é possível ver que existem salpicos de tinta branca na madeira, o que coincide com o facto de Rosa Grilo ter procedido a uma remodelação do quarto de hóspedes.

A SIC revela ainda que registos bancários comprovam que foram feitas três transferências no valor de quatro mil euros da conta da empresa detida por Luís Grilo para a conta de Rosa Grilo, transferências estas que a principal suspeita do crime não justifica, mas que garante que “não serviram para encomendar nada nem pagar nada contra o Luís”. 

As lágrimas de uma mãe que não criou uma filha para isto

Antónia Pina, mãe de Rosa Grilo, não consegue evitar as lágrimas quando fala sobre a filha.

“Não me conformo”, disse em declarações à SIC, lembrando que caso a filha seja condenada a 25 anos de prisão ela e o marido já não estarão vivos.

“Quando sair se calhar já cá não estamos… e o meu neto já vai ter 30 e tal anos”, lamentou em lágrimas, com a voz embargada pela dor de ter criado uma menina “muito inteligente” que com apenas “dois anos” tinha “conversas de adultos e comia de garfo e faca”.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório