Meteorologia

  • 16 NOVEMBRO 2018
Tempo
12º
MIN 12º MÁX 12º

Edição

Gaia recebe em março primeiro Complexo de Neurointervenção ibérico

O Complexo de Neurointervenção da Cruz Vermelha Portuguesa (CVP), o primeiro da Península Ibérica, vai ser inaugurado em 8 de março de 2019 em Vila Nova de Gaia, representando um investimento de 1,5 milhões de euros, foi hoje anunciado.

Gaia recebe em março primeiro Complexo de Neurointervenção ibérico
Notícias ao Minuto

21:57 - 09/11/18 por Lusa

País Cruz Vermelha

Em declarações à agência Lusa, o presidente da CVP, Francisco George, justificou a escolha de Gaia, no distrito do Porto, para receber o equipamento de auxílio a pessoas com demência por "estar no centro do Norte" e por a Cruz Vermelha estar muito envolvida "em apoiar as delegações fora de Lisboa".

"A zona Norte tem uma densidade populacional muito elevada e carece deste tipo de equipamentos", acrescentou o responsável, referindo que a inauguração naquela data, Dia Internacional da Mulher, é uma forma de "homenagear todas as mulheres envolvidas".

Em conferência de imprensa, o responsável da CVP informou tratar-se de "uma estrutura de saúde única na Península Ibérica", assentando em "quatro grandes eixos de ação, prevenção, intervenção, formação e investigação".

"Em Portugal há 300 mil pessoas com 85 anos ou mais", revelou Francisco George enfatizando que "40% delas têm uma demência".

O complexo, que está em fase final de acabamento, vai estar "preparado para receber 60 pessoas".

Assim que abrir portas, o complexo "dará emprego a 42 colaboradores, mas após a sua consolidação, no verão, serão 70 os funcionários", assegurou o presidente da CVP.

Além de uma unidade residencial, o projeto prevê apoio domiciliário especializado e terá uma casa-modelo "adaptada às necessidades da pessoa com demência", permitindo-lhe "readquirir hábitos diferentes perante as limitações identificadas".

Destacando a importância das parcerias com as fundações Champalimaud e Rainha Sofia, esta de Espanha, o antigo diretor-geral da Saúde explicou que o complexo agora anunciado ficará no edifício que serviu de escritórios do engenheiro Edgar Cardoso e que agora cedido à CVP pelas Infraestruturas de Portugal.

As pessoas ou famílias que pretendam beneficiar do Complexo de Neurointervenção podem desde já efetuar candidaturas.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório