Meteorologia

  • 16 NOVEMBRO 2018
Tempo
17º
MIN 16º MÁX 18º

Edição

Universidade do Porto cede 265 bicicletas para combater o sedentarismo

A Universidade do Porto lançou hoje o projeto U-bike com a entrega a membros da comunidade académica de 20 das 265 bicicletas elétricas e convencionais que visam "combater o sedentarismo".

Universidade do Porto cede 265 bicicletas para combater o sedentarismo
Notícias ao Minuto

16:45 - 09/11/18 por Lusa

País Projeto U-bike

"Pretendemos com este projeto combater o sedentarismo, porque há um sedentarismo muito elevado entre os estudantes e a ideia é criar a mudança de hábitos e estilos de vida mais ativos", explicou Joana Carvalho, pró-reitora da área do desporto e qualidade de vida, no âmbito da sessão de entrega das primeiras bicicletas deste projeto, que decorreu na Reitoria da Universidade do Porto (UP).

O projeto nacional U-bike, que visa também a "promoção da mobilidade suave" e a adoção de hábitos mais sustentáveis, vai atribuir a 15 instituições de ensino superior um total de 3.234 bicicletas, das quais 2.096 são elétricas e 1.138 são convencionais.

Durante a sessão, alguns membros da direção da Universidade do Porto entregaram "simbolicamente" 20 das 265 bicicletas do projeto local, das quais 220 são elétricas e as restantes 45 convencionais.

"A ideia é as bicicletas irem 'rodando' de utilizador, ou seja, depois do tempo de monitorização dos candidatos outros se possam iniciar, e assim darmos continuidade a esta ação", explicou a pró-reitora.

As restantes bicicletas vão agora ser entregues a membros da comunidade académica da UP, que, consoante as candidaturas, podem utilizá-las durante seis, nove ou 12 meses, sendo que têm de percorrer, no mínimo, sete quilómetros diários.

Para a monitorização destes veículos, o Centro de Desporto da UP desenvolveu uma aplicação interativa que vai calcular os quilómetros, as calorias, a distância, a energia, a emissão de dióxido de carbono (CO2) e os níveis de poupança de cada utilizador.

Sara Soares, estudante de doutoramento da Faculdade de Medicina da UP e residente em Matosinhos, no Porto, foi uma das 265 candidatas que recebeu uma bicicleta elétrica.

"Aderi a este projeto sobretudo pela preocupação ambiental. Num mundo em que vivemos, devemos procurar alternativas ao uso do carro e dos transportes públicos, e tentar diminuir a nossa pegada ecológica", disse, em entrevista à Lusa.

A estudante, que trabalha no Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto (ISPUP), conta agora que "não seja muito difícil" percorrer, todos os dias, os quatro quilómetros que a separam de casa ao trabalho.

"Acho que o Porto não está preparado como as outras cidades europeias, mas à medida que as pessoas começarem a andar de bicicleta a cidade também vai ter necessidade de se adaptar", acrescentou.

A sessão realizada hoje contou com a presença do Ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, com o Secretário de Estado Adjunto e da Mobilidade, José Mendes, com o reitor da UP, António de Sousa Pereira, e representantes da Comissão Diretiva do Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR) e do Instituto da Mobilidade dos Transportes (IMT).

O projeto U-Bike, que se enquadra no Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR) do Portugal 2020, conta com um investimento total de cerca de seis milhões de euros, dos quais 4,7 milhões são financiados pelo Fundo de Coesão.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório