Meteorologia

  • 27 MAIO 2018
Tempo
18º
MIN 16º MÁX 19º

Edição

Antigo número dois do FBI enfrenta denúncia criminal

O Inspetor-geral do Departamento de Justiça dos Estados Unidos enviou uma denúncia criminal para procuradores federais em Washington sobre a demissão do número dois do FBI, Andrew McCabe, anunciou hoje o seu advogado.

Antigo número dois do FBI enfrenta denúncia criminal
Notícias ao Minuto

23:48 - 19/04/18 por Lusa

Mundo Andrew McCabe

O envio para o gabinete do procurador dos Estados Unidos não significa que McCabe será acusado, mas levanta a possibilidade de que possa enfrentar uma investigação criminal para se saber se enganou ilegalmente as autoridades sobre informações que deu a um jornalista.

Os procuradores podem decidir avançar para uma acusação se concluírem que Andrew McCabe mentiu deliberadamente.

"Estamos confiantes de que, a menos que haja uma pressão inadequada dos altos níveis da administração, a Procuradoria dos EUA concluirá que deve recusar avançar com o processo", afirmou Michael Bromwich, advogado de Andrew McCabe.

Uma investigação interna do Departamento de Justiça dos Estados Unidos concluiu que a demissão do número dois do FBI foi justificada por ter violado as regras internas da agência, mentindo sobre informações que deu a um jornalista.

O relatório, enviado ao Congresso, fornece detalhes da investigação que o procurador-geral Jeff Sessions usou para demitir McCabe em março, poucas horas antes de se poder aposentar e obter uma pensão completa pelos seus mais de 20 anos de trabalho no FBI.

O relatório conclui que McCabe "tinha falta de franqueza" e "mentiu sobre seu papel" numa fuga de informação em relação a uma investigação sobre doações recebidas pela Fundação Clinton, que inclui a democrata Hillary Clinton, rival de Trump durante as eleições de 2016.

De acordo com o relatório, McCabe deu informações sobre a investigação a um jornalista do The Wall Street Journal e depois negou.

Essa "falta de franqueza" violou as regras do FBI, de acordo com o relatório, escrito pelo inspetor geral do Departamento de Justiça, Michael Horowitz, que foi nomeado em 2012 pelo ex-Presidente Barack Obama.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.