Meteorologia

  • 24 SETEMBRO 2018
Tempo
23º
MIN 23º MÁX 23º

Edição

Presos políticos cearam bife, polícia espanhola ceou massa. "Lamentável"

Indignações dos agentes da polícia espanhola destacados na Catalunha fizeram-se ouvir e foi aberta uma investigação por parte do governo central. "Aos delinquentes dá-se melhor trato. Vergonha", afirmou sindicato, comparando ceia dos agentes e dos presos na Catalunha.

Presos políticos cearam bife, polícia espanhola ceou massa. "Lamentável"
Notícias ao Minuto

22:18 - 26/12/17 por Anabela de Sousa Dantas 

Mundo Espanha

Não foi só entre a PSP que se ouviram queixas sobre a refeição servida no Natal. Um subintendente da polícia, Alfredo Perdiguero, e o sindicato do Corpo Nacional de Polícia espanhola recorreram ao Twitter para manifestar o seu desagrado para com a comida que foi servida na noite de Natal aos agentes do corpo nacional de polícia destacados para Barcelona por conta do referendo de 1 de outubro e consequente implementação do artigo 155.º na Catalunha.

“Este é o menu que deram aos colegas destacados em Barcelona”, escreveu Perdiguero, numa publicação onde mostra uma fotografia de um jantar composto por massa com (um?) mexilhão, alguns pães, um filete de peixe e um sortido de salgados. “Parece-vos aceitável ou também vos envergonha, como a mim?”, questionou.

O sindicato partilhou uma outra imagem que mostra o que parece ser o mesmo prato de massa, acompanhado também por um sortido de salgados mas, desta feita, com um salteados de legumes. “Menu de Natal dos nossos polícias destacados na Catalunha, a defender o estado de direito longe das suas famílias. Aos delinquentes dá-se melhor trato. Vergonha”, lamentou o sindicato.

Estas denúncias foram recebidas com indignação acrescida por se ter conhecimento do menu de Natal servido ao ex-vice-presidente da Catalunha, Oriol Junqueras, ou ao ex-conselheiro do Interior, Joaquim Forn, que se encontram detidos por causa do referendo de 1 de outubro. A ceia destes presos políticos, e de outros na prisão de Estremera, em Madrid, terá sido uma salada com espargos, caranguejo, milho e atúm, um bife de novilho com molho e batatas fritas e, para sobremesa, profiteroles com natas, descreve o ABC.

O ministro do Interior espanhol, Juan Ignacio Zoido, já anunciou a abertura de uma investigação ao caso, de acordo com o noticiado pela EFE.

O caso ganhou reações, também, por parte do porta-voz do Cidadãos, Miguel Gutiérrez, que indicou, esta terça-feira, que “é lamentável que lhes tenham dado um menu de massa e croquetes” a quem está a arriscar a vida para zelar pela segurança dos espanhóis.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório