Angola e Canadá analisam abertura de linha de crédito para cooperação

Os Governos de Angola e do Canadá estudam a possibilidade de abertura de uma linha de crédito para o desenvolvimento de negócios nas áreas dos transportes, energia e agricultura.

© DR
Mundo Governos

A secretária de Estado para a Cooperação do Ministério das Relações Exteriores de Angola, Ângela Bragança, recebeu hoje em audiência, em Luanda, o embaixador não residente do Canadá, Kumar Gupta, e em declarações à imprensa, a governante angolana apontou o interesse canadiano na cooperação bilateral, sobretudo na área das infraestruturas.

PUB

Segundo Ângela Bragança, o diplomata canadiano apresentou alternativas de cooperação, nos domínios da formação de quadros e das infraestruturas, mais concretamente na área da melhoria da eficiência dos caminhos-de-ferro, da navegação aérea, bem como na agricultura e energia solar.

"Há a possibilidade de abertura de uma linha de crédito, que poderá ser estudada e trabalhada no âmbito do desenvolvimento destas áreas", informou Ângela Bragança.

O embaixador canadiano expressou igualmente o interesse de cooperação na área petrolífera, quer no aspeto da produção quer no de redução dos custos de produção.

"No domínio de troca de experiências e também da cooperação política, eles pretendem integrar o Conselho de Segurança [das Nações Unidas], como membro não permanente, pediram o apoio de Angola e avaliaram muito positivamente a participação de Angola no Conselho de Segurança", frisou.

Por sua vez, Kumar Gupta disse que o encontro serviu para abordar a cooperação entre Angola e o Canadá, salientando que é grande o interesse de empresas canadianas investirem no país africano.

"A mensagem que levaremos para o nosso setor privado é de que Angola é um país aberto ao negócio. Tenho recebido sempre chamadas de empresas canadianas diariamente e queremos participar deste processo", disse.

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS