Gozada pelo marido por plástica que correu mal vingou-se no filho

Mulher já sofria de uma depressão, que se agravou de forma extrema após os resultados de uma rinoplastia.

© Reprodução / Metro.uk
Mundo Sibéria

A busca por uma beleza perfeita acabou não só com um matrimónio como em pura tragédia, nomeadamente pela morte de uma criança vítima de raiva que lhe era alheia.

PUB

Anna Ozhigova tinha 33 anos e, como muitas mulheres, procurou sentir-se melhor ao submeter-se a uma rinoplastia (operação plástica ao nariz) que correu exatamente no sentido oposto: ficou com as narinas mais dilatadas e lesões nos músculos dos lábios, que a impediam de sorrir.

A mulher, oriunda de Omsk, na Sibéria, sofria de depressão que se agravou após os resultados da operação e mais ainda quando se apercebeu de que não tinha o apoio do marido, que gozava com ela ao fazer sons iguais aos dos porcos quando a via caminhar.

"Não consigo sorrir. O meu sorriso agora parece uma careta. O médico retirou-me parte do músculo do meu lábio superior. Agora pareço um porco e o meu ex-marido ronca cada vez que me vê", escrevia a russa nas redes sociais antes do desfecho trágico.

Farta de tudo e todos, quem acabou por ser a vítima de toda a raiva de Anna foi o próprio filho, que foi arrastado para a morte, juntamente com a mãe. Ela sentou-o no seu colo e atirou-se do prédio onde morava com os pais.

Citada pelo Metro.uk, uma amiga próxima de Anna explicou que ela temia perder a custódia de Gleb (o filho), uma vez que o marido se preparava para defender em tribunal que a ex-mulher não estava psicologicamente apta de tomar conta do filho.

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS