Meteorologia

  • 13 ABRIL 2024
Tempo
20º
MIN 17º MÁX 29º

Letónia reintroduz serviço militar obrigatório

O parlamento letão (Saeima) aprovou hoje uma lei que restabelece gradualmente o serviço militar obrigatório na república báltica, 16 anos depois de o ter trocado pelo regime de voluntariado.

Letónia reintroduz serviço militar obrigatório
Notícias ao Minuto

19:30 - 05/04/23 por Lusa

Mundo Letónia

Aprovada por 68 votos contra 11 -- o parlamento tem 100 deputados -, a lei prevê o primeiro recrutamento de jovens para as forças armadas este verão.

A redação da agora lei começou no ano passado, depois da invasão da Ucrânia pela Federação Russa.

Os homens letões vão cumprir o serviço militar durante um ano, depois de atingirem os 18 anos.

As mulheres não vão estar sujeitas a esta obrigatoriedade, mas podem candidatar-se a prestar o serviço militar, entre os 18 e os 27 anos.

A obrigatoriedade entra em vigor em 01 de janeiro de 2024, no caso em que os candidatos voluntários não preencham as quotas de recrutamento definidas.

"A introdução do Serviço de Defesa Nacional é a resposta da Letónia à nova situação de segurança na nossa região, porque vemos pela experiência da Ucrânia que sem uma sociedade moralmente estável e preparada é impossível enfrentar um agressor", declarou a ministra da Defesa, Inara Murniece, em comunicado.

Os outros Estados bálticos -- Estónia e Lituânia - já têm o serviço militar obrigatório.

Leia Também: Força Aérea destaca mais de 80 militares para missão da NATO na Lituânia

Recomendados para si

;
Campo obrigatório