Meteorologia

  • 09 AGOSTO 2022
Tempo
19º
MIN 17º MÁX 31º

Piores cenários podem ser evitados se crise for tratada "como uma crise"

A ativista Greta Thunberg ressalva que o novo relatório do IPCC sobre o alarmante ritmo do aquecimento global "não contém verdadeiras surpresas".

Piores cenários podem ser evitados se crise for tratada "como uma crise"

Horas depois de ter sido divulgado o relatório do Painel Intergovernamental para as Alterações Climáticas (IPCC na sigla em inglês) da ONU, que alerta para o ritmo do aquecimento global no planeta mais rapidamente do que o previsto e que adverte que a janela de oportunidade para evitar catástrofes está a fechar-se, Greta Thunberg reagiu através da sua conta no Twitter.

A ativista acredita que ainda é possível “evitar as piores consequências”, mas enfatizou que para isso acontecer é necessário tratar esta crise “como uma crise”.

“O novo relatório do IPCC não contém verdadeiras surpresas. Confirma o que já sabíamos de milhares de estudos e relatórios anteriores – que estamos numa emergência. É um resumo sólido (mas cauteloso) da ciência mais desenvolvida atualmente”, sublinhou Thunberg.

“Não nos diz o que fazer. Cabe-nos ser corajosos e tomar decisões baseadas em provas científicas fornecidas nestes relatórios. Ainda podemos evitar as piores consequências, mas não se continuarmos como hoje, e não sem tratarmos a crise como uma crise”, vincou a ativista sueca.

Após ter sido divulgado o relatório, o secretário-geral da ONU, António Guterres, descreveu as conclusões do IPCC como um “alerta vermelho para a humanidade”.

Leia Também: Temperaturas subirão na Europa a ritmo superior à média mundial

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório