Meteorologia

  • 23 SETEMBRO 2021
Tempo
19º
MIN 16º MÁX 25º

Edição

Violência de género nos EUA aumento 8,1% desde primeiro confinamento

A violência de género nos Estados Unidos aumentou 8,1% desde meados de março de 2020, quando começou o primeiro confinamento para combater a pandemia de covid-19, revelou um relatório divulgado no Dia Internacional da Mulher.

Violência de género nos EUA aumento 8,1% desde primeiro confinamento
Notícias ao Minuto

06:39 - 09/03/21 por Lusa

Mundo Covid-19

Segundo o estudo da Comissão Nacional sobre a covid-19 e a Justiça Criminal, "incidentes de violência de género" nos Estados Unidos em 2020 aumentaram com o confinamento provavelmente devido ao "impacto económico" sofrido pelas famílias e "exacerbado" por fatores como "desemprego, stress associado à educação das crianças em casa e aumento da insegurança financeira".

O estudo CCJ, o isolamentos de pais e filhos em casa durante a covid-19 "separou potenciais vítimas da rede de amigos, vizinhos e professores" capazes de relatar sinais de abuso e ajudá-los a "escapar de um ambiente perigoso".

O relatório foi feito com base em dados fornecidos por boletins de polícia, prontuários administrativos e médicos e ligações para linhas de emergência desde meados de março de 2020, quando foram impostas as primeiras medidas de confinamento.

O mesmo estudo indica que há "uma série de fatores que levam à violência contra as mulheres e se combinaram durante a pandemia", nomeadamente o desemprego masculino, o stress associado à responsabilidade de cuidar dos filhos e o medo de perder a casa.

Leia Também: Brasil. Mais de 105 mil denúncias de violência contra mulheres em 2020

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório