Meteorologia

  • 19 JANEIRO 2021
Tempo
12º
MIN 4º MÁX 14º

Edição

AO MINUTO: Famílias vão "organizar-se"; Medidas até 60-70% de vacinados

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19 em Portugal e no Mundo.

AO MINUTO: Famílias vão "organizar-se"; Medidas até 60-70% de vacinados

Os 127 concelhos classificados como de risco "extremamente elevado" e de risco "muito elevado" de contágio pelo novo coronavírus voltam este sábado, pelo quarto fim de semana consecutivo, ao recolher obrigatório a partir das 13h00 até às 5h00.

Em todo o território continental é igualmente proibido circular entre concelhos entre as 23h00 de sexta-feira e as 23h29 de terça-feira.

O dia de hoje ficou marcado pelo o anúncio das novas medidas de combate à Covid-19, incluindo as que serão estabelecidas para os períodos de Natal e de passagem de ano. As restrições divulgadas pelo primeiro-ministro são enquadradas na renovação do Estado de Emergência, que indicativamente vigorará até 7 de janeiro.

Ainda sobre a renovação da figura jurídica, Marcelo Rebelo de Sousa falou esta sexta-feira ao país. O Presidente da República vincou que é "do interesse de todos que janeiro possa ser uma consolidação dos passos dados em dezembro" e não "uma temida terceira vaga".

Consulte aqui os mapas da incidência da Covid-19 em Portugal e no Mundo.

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19 em Portugal e no Mundo:

00h00 - Este registo chegou ao fim, mas será retomado um novo na manhã de domingo. Já sabe, consulte a informação no site da DGS e acompanhe sempre as comunicações das autoridades competentes. Caso tenha sintomas:

  • SNS24 de Portugal Continental: 808 24 24 24
  • SNS24 da Madeira: 800 24 24 20
  • SNS24 dos Açores: 808 24 60 24

22h21 - Cabo Verde reportou mais uma morte por causa da covid-19, elevando para 109 óbitos associados à doença no país, que registou 40 novos casos positivos, informou hoje o Ministério da Saúde e da Segurança Social.

22h09 - A Associação de Promotores de Espetáculos, Festivais e Eventos (APEFE) vai, na terça-feira, "entregar cultura" nas residências oficiais do primeiro-ministro e do Presidente da República, já que a cultura "não existe em 'take-away', 'delivery' ou teletrabalho", foi hoje anunciado.

21h49 - A Madeira regista hoje 11 novos positivos de covid-19, dos quais sete são de transmissão local, totalizando 230 casos ativos e com 11 pessoas internadas no hospital do Funchal, divulgou a direção regional de Saúde.

21h19 - "Estou certo de que as famílias saberão organizar-se para o Natal", disse o primeiro-ministro no Twitter. 

Após ter apresentado as medidas que vão estar em vigor para os períodos do Natal e do Ano Novo, António Costa recorreu ao Twitter para deixar uma mensagem aos portugueses: "Estou certo de que as famílias saberão organizar-se, com todo o cuidado, para o período natalício".

21h15 - Moçambique registou 95 novos casos de covid-19, mas mais casos recuperados da doença, sem registo de mortes nas últimas 24 horas, anunciou hoje o Ministério da Saúde.

19h13 - Angola registou nas últimas 24 horas mais 43 casos de covid-19 e uma morte devido à doença, que contabiliza já 15.536 registos no país, anunciou o secretário de Estado para a Saúde Pública.

19h10 - "Apresentei hoje as medidas do estado de emergência", lembra António Costa na rede social Twitter. 

19h09 - Atualização em Itália - A Itália registou 662 mortes por covid-19 e 21.052 novas infeções nas últimas 24 horas, um decréscimo face aos últimos dias, informaram hoje as autoridades italianas, realçando, porém, que o país também realizou menos testes de diagnóstico.

18h39 - Consulte aqui os níveis de risco nos concelhos a partir de dia 9 de dezembro

18h38 - Na Área Metropolitana de Lisboa (AML) apenas quatro concelhos, Almada, Barreiro, Lisboa e Loures, continuam com "risco muito elevado" de contágio pelo novo coronavírus, mantendo o recolher obrigatório às 13h00 nos dois próximos fins de semana.

17h54 - Medidas de prevenção em vigor até 60 a 70% da população estar vacinada - O primeiro-ministro afirmou hoje que é essencial manter em vigor medidas de prevenção da covid-19 até que 60 a 70% da população se encontre vacinada, já que só nessa altura se considera haver imunização coletiva.

17h48 - Recorde os cuidados a ter quando vai às compras -  Sabendo já que esta não vai ser uma quadra "normal", devido à pandemia do novo coronavírus, a Direção-Geral da Saúde (DGS) fez questão, este sábado, de recordar quais os cuidados que todos devemos ter quando vamos às compras.

17h43 - Aposta em campanha sobre transmissão do vírus - O Governo vai intensificar a campanha nos órgãos de comunicação social para que os portugueses percebam a forma como se transmite o novo coronavírus e assim as famílias possam organizar o Natal, anunciou hoje o primeiro-ministro.

17h15 - Governo "ouve" e informa sempre previamente o Presidente da República. O primeiro-ministro declarou hoje que o Governo "ouve com atenção" e informa sempre previamente o Presidente da República sobre as medidas contra a covid-19, mas cabe ao chefe de Estado esclarecer se concorda com essas medidas.

17h11 - Última semana teve maior quebra na variação semanal de casos. A semana entre os dias 29 de novembro e hoje registou a maior descida na variação semanal de novos casos de Covid-19 desde outubro, segundo indicou o primeiro-ministro, que justificou assim a continuidade das medidas restritivas em vigor.

16h51 - Se a situação se agravar... Governo vai puxar o travão de mão antes do Natal. O primeiro-ministro considerou hoje que os portugueses têm uma "via verde" para celebrar o Natal e Ano Novo, mas advertiu que se a situação epidemiológica se agravar o Governo não hesitará em "puxar o travão de mão".

"Tenho de ser franco e falar claro e verdade aos portugueses: Se as coisas não continuarem a correr como até aqui, se as coisas se alterarem radicalmente, se voltarmos a ter um crescimento exponencial da epidemia, teremos de puxar o travão de mão", declarou António Costa.

16h50 - Governo não impôs limite de pessoas no Natal. O primeiro-ministro, António Costa, rejeitou hoje que o Estado se imiscua na organização da vida familiar, não tendo por isso o Governo determinado, em relação ao Natal, limite máximo de número de pessoas ou forma de confraternização.

16h44 - Estes são os três apelos que António Costa deixou às famílias portuguesas. O primeiro-ministro deixou apelos às famílias portuguesas para que "evitem confraternizações com muitas pessoas" e encontros onde se esteja "longos períodos sem máscara", assim como "em espaços fechados, pequenos e pouco arejados". Saiba tudo aqui.

16h33 - Número de infetados no surto dos bombeiros de Évora sobe para oito. O número de infetados no surto de Covid-19 nos bombeiros de Évora subiu para oito, após confirmada a infeção em mais dois elementos da corporação, estando o serviço a ser assegurado pelos restantes, disse hoje o comandante.

16h24 - Vila açoriana de Rabo de Peixe com 86 casos em 24h. A vila açoriana de Rabo de Peixe, sujeita a uma cerca sanitária, registou 86 casos positivos do novo coronavírus, resultante de 2.436 testes rápidos realizados nas últimas 24 horas, anunciou hoje o diretor regional da Saúde dos Açores.

16h11 - Surtos em dois lares de Évora e Montemor-o-Novo com 29 infetadosDois novos surtos de Covid-19 em lares nos concelhos de Évora e Montemor-o-Novo infetaram com o novo coronavírus um total de 29 pessoas, disse hoje fonte da Administração Regional de Saúde (ARS) do Alentejo.

15h56 - Testes suspensos no Hospital de Santarém serão retomados em novo local. A administração do Hospital de Santarém suspendeu a realização de testes ao novo coronavirus durante este fim de semana, anunciando que as colheitas serão retomadas segunda-feira numa estrutura montada para esse efeito junto das suas instalações.

15h43 - Vários concelhos passam para risco moderado. A avaliação do Governo, realizada em Conselho de Ministros este sábado, concluiu que 27 concelhos de risco muito elevado ou elevado passam para risco moderado. Conheça aqui a nova situação dos concelhos

15h40 - Novas medidas? Conheça aqui (todas) as normas em vigor no Natal e Ano Novo. 

Ver esta publicação no Instagram

Uma publicação partilhada por República Portuguesa (@gov_pt)

15h34 - Costa avisa que medidas para Natal e Ano Novo podem ser revistas. O primeiro-ministro afirmou hoje que o Governo procederá em 18 dezembro à avaliação das medidas previstas para o Natal e Ano Novo, dependendo o grau de abertura da evolução da situação epidemiológica nas duas próximas semanas. "Se a situação se agravar, obviamente, terá de ser levantado o sinal de alerta", afirmou António Costa. 

15h28 - Restaurantes abertos até à 1h00 no Natal e na passagem do ano. Os restaurantes, adiantou hoje o primeiro-ministro, vão poder estar abertos até à 01h00 nas noites de 24 e 25 de dezembro e de 31 de dezembro e funcionar até às 15h30 nos dias 26 e 01 de janeiro.

15h26 - Proibição de circulação ao fim de semana mantém-se nas zonas de risco. Os concelhos com risco de transmissão de Covid-19 muito elevado e extremo voltarão a ter proibição de circulação na via pública a partir das 13h00 nos fins de semana de 12 e 13 e de 19 e 20 de dezembro, anunciou esta tarde o Chefe do Governo. 

15h20 - Circulação entre concelhos permitida no Natal. Em conferência de imprensa, o chefe do Governo anunciou que será permitida a circulação entre concelhos entre 23 e 26 de dezembro. "Assumindo que todos teremos o mesmo rigor", prosseguindo numa "tendência de crescimento", as exceções para o Natal serão: "Poderá haver circulação entre concelhos em 23, 24, 25 e 26 de dezembro", na noite de 23 para 24 será mantido o período de restrição normal" com a circulação apenas para quem se encontre em trânsito". 

Já no fim do ano, será "proibida a circulação entre concelhos" entre as 00h de dia 31 e as 5 horas do dia 4 de janeiro. Na noite da passagem de ano, a proibição de circulação na via pública ocorrerá "a partir das 2 horas da manhã". E no dia 1 haverá "liberdade de circulação até às 23 horas". 

15h13 - António Costa fala ao país. O primeiro-ministro já começou a apresentar as medidas de combate à Covid-19, incluindo que estarão em vigor no Natal e no Ano Novo. 

Reveja a conferância aqui: 

15h00 - Atualização dos números no Irão. O número total de mortes no Irão devido à pandemia de Covid-19 aumentou para mais de 50 mil, enquanto o país se debate com o pior surto do Médio Oriente, segundo a televisão estatal iraniana. 

14h54 - Vacina é relevante mas é necessário continuar outros esforços, alerta OMS. As vacinas são uma ferramenta relevante na luta contra a Covid-19 e permitem vislumbrar o fim da pandemia, mas todos os outros esforços continuam a ser necessários, defendeu hoje a Organização Mundial de Saúde (OMS).

"A vacinação será uma ferramenta importante e poderosa no 'kit' de ferramentas que temos à disposição. Mas, por si só, não fará o trabalho", alerto Mike Ryan, especialista no organismo.  

14h29Portugal regista mais 73 mortos e 6.087 casos confirmados de Covid-19. Portugal reportou, nas últimas 24 horas, mais 73 vítimas mortais e 6.087 contágios do novo coronavírus. De acordo com o boletim epidemiológico divulgado este sábado pela Direção-Geral da Saúde (DGS), o país passa a registar, desde o início da pandemia, um total de 4.876 mortos e 318.640casos confirmados de Covid-19. 

14h16 Moscovo começou a vacinar profissionais de risco. Os profissionais de risco em Moscovo, Rússia, começaram hoje a ser vacinados contra a covid-19 nos novos centros de vacinação abertos em toda a cidade. Foram criados setenta centros de vacinação na capital russa, estando previsto que pessoas entre os 18 e 60 anos de grupos de risco, como professores, profissionais de saúde e assistentes sociais participem na primeira fase.

13h13 - Berlim em condições de continuar a libertar grandes somas em 2021. A Alemanha vai poder continuar a desembolsar "grandes somas" em 2021, para fazer face às consequências económicas e sociais da pandemia de Covid-19, afirmou hoje a chanceler alemã, Angela Merkel.

12h54 - Direção dos Bombeiros de Lamego nega ter instruído infetados a omitirem contactos. A direção da Associação Humanitária dos Bombeiros de Lamego, no distrito de Viseu, negou hoje ter dado instruções a dois elementos da corporação infetados com o novo coronavírus para não revelarem os contactos pessoais às autoridades de saúde

"É totalmente falso que tenhamos dado qualquer instrução para omitir contactos, como os bombeiros que testaram positivo podem comprovar", refere um comunicado.

12h30 - Moscovo começou a vacinar profissionais de risco. Os profissionais de risco em Moscovo, Rússia, começaram hoje a ser vacinados contra a Covid-19 nos novos centros de vacinação abertos em toda a cidade.

12h18 - Pandemia já provocou quase 66 milhões de casos. A pandemia de Covid-19 já provocou, pelo menos, 65,865.820 casos de infeção e 1,519.213 mortos a nível mundial, segundo um balanço da Agência France Press (AFP).

12h04 - Médicos britânicos informados para começar vacinação a 14 de dezembro. Os médicos do Serviço Nacional de Saúde britânico (NHS) foram informados que devem começar a vacinação contra a Covid-19 no próximo dia 14 de dezembro. A informação, noticiada este sábado pelo The Guardian, consta numa carta assinada por NikitaKananidiretor dos cuidados primários do Reino Unido, e enviada a estas unidades de saúde.

11h48 - Todos os distritos abrangidos pela ARS-Norte diminuem novos casos. Todos os distritos abrangidos pela ARS-Norte diminuíram os novos casos de infeção com Covid-19 entre as semanas de 19 a 25 de novembro e de 26 de novembro a 2 de dezembro, segundo um relatório consultado pela Lusa.

11h29 - Atualização dos números em África. África registou 428 mortes devido à Covid-19 e mais 17.728 novos casos de infeção nas últimas 24 horas, contabilizando agora 53.252 óbitos causados pelo novo coronavírus, segundo dados oficiais.

10h52 - Contraordenações em Centros Comerciais. A ASAE instaurou esta semana três processos-crime e 10 contraordenações por "falta de cumprimento das regras de ocupação, permanência e distanciamento físico e uso de máscaras ou viseiras" , no âmbito de ações de fiscalização a vários "operadores económicos" em centros comerciais do país. 

10h20 - Crise criou novos sem-abrigo. O comissário europeu Nicolas Schmit afirma que a crise da Covid-19 criou novos sem-abrigo na União Europeia (UE), mas admite ser "exequível" acabar com este problema até 2030, se os Estados-membros "se esforçarem" para tirar estas pessoas das ruas.

10h13 - Amadora-Sintra num hospital privado para recuperar listas. Cirurgiões do Hospital Fernando Fonseca (HFF) estão a fazer dez cirurgias de ambulatório por dia numa unidade de saúde privada para recuperar as listas de espera desta unidade na Amadora, avançou à Lusa uma responsável da instituição.

9h46 - Atualização dos números na Rússia. A Rússia registou 28.782 casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, um novo máximo diário desde o início da pandemia, de acordo com os dados hoje divulgados pelas autoridades sanitárias do país. Até à data, de acordo com estatísticas oficiais, mais de 2,4 milhões de pessoas na Rússia testaram positivo para o novo coronavírus e 42.684 morreram de covid-19, 508 das quais no último dia.

9h24 - Regresso dos adeptos aos estádios em Espanha? A final da Taça do Rei, relativa à temporada 2019/20, e adiada para 4 de abril, devido à pandemia, pode marcar o primeiro de uma 'nova normalidade'  nos recintos desportivos em Espanha

8h30 - Atualização dos números no México. O México registou 690 mortos e 12.127 infetados com o novo coronavírus nas últimas 24 horas, um recorde diário de casos, informaram as autoridades de saúde.

8h21 - Atualização dos números na Alemanha. O Instituto Robert Koch revelou, este sábado, que, nas últimas 24 horas, foram reportadas na Alemanha mais 483 vítimas mortais e 23.318 casos confirmados do novo coronavírus. Com esta atualização, o país passa a somar, no total, 18.517 de óbitos e 1,153.555 de contágios, desde o início da pandemia.

8h15 - Forças Armadas com 240 casos. As Forças Armadas têm neste momento detetados 240 casos de Covid-19 no conjunto dos três ramos militares, revelou, em entrevista à agência Lusa, o diretor de saúde militar, João Jácome de Castro.

8h06 - China regista 17 casos. A Comissão de Saúde da China anunciou hoje ter identificado 17 casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, incluindo dois por contágio local e os restantes oriundos do exterior.

7h50 - Três anti-histamínicos mostram eficácia a inibir infeção pelo coronavírus. Três medicamentos anti-histamínicos mostraram alguma eficácia a inibir a infeção de células pelo novo coronavírus responsável pela Covid-19, segundo os resultados preliminares de um estudo da Universidade da Florida divulgado este sábado. As descobertas sobre os efeitos de um grupo de anti-histamínicos existentes no mercado foram alcançadas ao analisar amostras em laboratório e numa análise detalhada de quase 250 mil registos médicos de pacientes da Califórnia, explica uma nota da Universidade de Saúde da Florida.

7h38 -Bombeiros de Lamego infetados instruídos a não revelar contactos. Dois elementos da corporação de Bombeiros Voluntários de Lamego infetados com Covid-19 foram instruídos pela direção a não revelarem os contactos pessoais às autoridades de saúde, disse sexta-feira à agência Lusa o subchefe Nuno Moreira.

7h31 -Forças Armadas realizaram 1.500 ações em lares. As Forças Armadas criaram um plano de apoio para 2.770 lares, ao abrigo do qual realizaram já 1.500 ações e deram formação a 20.000 funcionáriossobre normas de atuação no âmbito da pandemia de Covid-19.

7h23 - Atualização dos números nos EUA.Os Estados Unidos registaram 2.506 mortos e 225.594 infetados com o novo coronavírus nas últimas 24 horas, um recorde diário de casos, segundo a contagem independente da Universidade Johns Hopkins.

7h11 - Atualizaçãodos números na Colômbia.A Colômbia contabilizou mais 9.285 infeções do SARS-CoV-2 e acumulou, desde o início da pandemia, 1.352.607 contágios, anunciou o Ministério da Saúde colombiano. Do total de novas infeções no último dia, 1.556 ocorrerem em Bogotá, capital do país e 1.241 em Antioquia.

7h06 -Europa suaviza algumas restrições durante as festas natalícias. Vários países europeus optaram por suavizar durante o período do Natal as medidas adotadas para travar a pandemia de Covid-19, de forma a possibilitar a celebração com familiares e amigos, mas mantendo restrições. Conheça as medidas dos principais países europeus para esta quadra natalícia.

7h00 -Hospital Militar do Porto aguarda chegada de novos doentes. Preparado para "abrir portas" a qualquer momento para receber doentes dos hospitais do Norte, no Hospital das Forças Armadas do Porto a gestão da segunda vaga da pandemia é feita diariamente e missão continua a ser "cuidar com dignidade".

Recorde aqui os principais desenvolvimentos, ocorridos ontem, sobre a evolução da pandemia em Portugal e no Mundo.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório