Meteorologia

  • 26 OUTUBRO 2020
Tempo
17º
MIN 10º MÁX 18º

Edição

Irlanda decreta encerramento de estabelecimentos não essenciais

O governo irlandês decretou hoje o encerramento de todos os estabelecimentos não essenciais, como teatros, bibliotecas ou pavilhões desportivos, para tentar travar a disseminação da covid-19.

Irlanda decreta encerramento de estabelecimentos não essenciais
Notícias ao Minuto

18:08 - 24/03/20 por Lusa

Mundo Covid-19

Restaurantes e cafés só podem vender comida para fora ou fazer entregas e "todos os eventos desportivos estão cancelados", determinou o primeiro-ministro Leo Varadkar, durante uma conferência de imprensa.

Ajuntamentos de mais de quatro pessoas ao ar livre estão proibidos e todas as viagens não essenciais são desencorajadas, acrescentou, embora tenha recusado que este se trate de um regime de "confinamento". 

As medidas vêm intensificar outras tomadas antes, que levaram ao encerramento de 'pubs' e proibição de festas durante duas semanas no período das celebrações do dia nacional de São Patrício, a 17 de março

Hoje foi também tornada pública legislação de emergência para mobilizar médicos, enfermeiros e militares que não estavam a exercer, para usar hospitais privados. 

O executivo já tinha anunciado medidas de apoio à economia e pessoas durante a crise, protegendo arrendatários de despejos, moratórias para os empréstimos bancários, garantias de pagamento até 70% dos salários para evitar despedimentos e o aumento de subsídios, incluindo para trabalhadores independentes. 

"O governo fará tido o que puder para vos manter e ajudar a atravessar esta emergência", disse hoje Varadkar.  

O país tem estado a fazer um grande esforço para se abastecer de material para testar casos suspeitos de covid-19 e de equipamento de proteção para os profissionais de saúde, tendo encomendado 11 milhões de máscaras, um milhão de viseiras, um milhão de pares de óculos e 400.000 peças de outro equipamento.

A Irlanda, que normalmente gasta 15 milhões de euros por ano em equipamentos de proteção individual, já gastou 60 milhões de euros desde janeiro.

Três navios da Marinha foram reservados como centros de testes em Dublin, Cork (sul) e Galway (oeste) e as autoridades planeiam transformar hotéis em "hospitais de campanha" destinados a receber os pacientes menos afetados, a fim de aliviar os hospitais.

O balanço mais recente pelo Ministério da Saúde irlandês, de segunda-feira, identificou 1.125 casos de pessoas infetadas com covid-19, das quais seis morreram.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório