Meteorologia

  • 10 DEZEMBRO 2019
Tempo
10º
MIN 7º MÁX 15º

Edição

Professor apanhado com braços de aluna na mochila. "Ia casar com ela"

Oleg Sokolov, um famoso professor e historiador russo, foi preso no sábado em São Petersburgo, no noroeste da Rússia. Tinha caído ao rio quando se tentava desfazer dos restos mortais de uma aluna, de 24 anos.

"Lamento profundamente", disse Oleg Sokolov, de 64 anos, na segunda-feira, quando foi ouvido pela primeira vez em tribunal.

Recorde-se que o famoso historiador - professor na Universidade de São Petersburgo e condecorado com a Legião de Honra da França - foi resgatado do rio pela polícia local com uns braços humanos dentro da mochila. Na habitação de Sokolov estavam as restantes partes do corpo de Anastasia Yeshchenko, uma jovem de 24 anos com quem colaborou em diversos trabalhos.

O suspeito de homicídio disse ao juiz que viveu com a vítima durante cinco anos. "Eu considerava-a uma futura noiva e disse aos meus amigos que ia casar com ela", disse, de acordo com a CNN, que cita meios russos. O crime terá acontecido, de acordo com o russo, quando ambos se envolveram numa discussão por causa dos seus filhos.

Sokolov matou e desmembrou Anastasia Yeshchenko. Estava a tentar desfazer-se dos restos mortais no rio Moika, quando caiu à água, alegadamente por se encontrar embriagado. A polícia foi chamada ao local e resgatou-o, descobrindo parte do corpo da vítima consigo.

O homem terá dito ainda que tinha planeado desfazer-se do corpo para depois cometer suicídio em público, vestido de Napoleão. Sublinhe-se que foi consultor em vários filmes históricos e escreveu vários livros sobre Napoleão Bonaparte.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório