Meteorologia

  • 26 SETEMBRO 2018
Tempo
26º
MIN 24º MÁX 28º

Edição

General Marco Serronha selecionado para 2.º comandante da missão da ONU

O major-general do Exército Marco Serronha vai assumir o cargo de 2.º comandante da missão militar da ONU na República Centro Africana (RCA), disse à Lusa fonte militar.

General Marco Serronha selecionado para 2.º comandante da missão da ONU
Notícias ao Minuto

17:42 - 10/07/18 por Lusa

Mundo RCA

De acordo com a fonte, o major-general, atualmente 2.º Comandante das Forças Terrestres, concorreu ao cargo, que tem a duração de um ano, e foi selecionado, faltando apenas formalizar a nomeação e a indicação da data a partir da qual iniciará funções.

A Missão Multidimensional Integrada das Nações Unidas para a Estabilização da República Centro-Africana (MINUSCA) é comandada pelo tenente-general senegalês Balla Keita.

A missão da ONU iniciou-se em setembro de 2014 com mandato para "proteção dos civis", "promoção e proteção dos direitos humanos", "apoio à justiça nacional e internacional" e "desarmamento, desmobilização, reintegração e repatriação", num contexto de crise política e de violações de direitos humanos, segundo refere o "site" do Estado-Maior General das Forças Armadas.

Portugal participa na missão com um contingente de 159 militares, constituindo desde fevereiro e até setembro/outubro a 3.ª Força Nacional Destacada (FND) na RCA, sediada no aquartelamento de Bangui.

Comandada pelo tenente-coronel de Infantaria paraquedista, João Bernardino, a 3.ª FND constitui-se como Força de Reação Rápida sob controlo operacional da componente militar MINUSCA.

De acordo com dados relativos a abril disponíveis na página `online´ da MINUSCA, estão empenhados 10.279 militares em contingentes de várias nações, 1100 civis e 2.036 elementos de forças de polícia.

Marco Serronha, 58 anos, foi nomeado 2.º comandante das Forças Terrestres em setembro do ano passado. Ao longo da sua carreira, prestou serviço em várias unidades. No Regimento de Infantaria 1 foi Comandante do Batalhão de Comandos, de 2002 a 2003.

Foi inspetor-adjunto do Exército entre 2008 e 2009 e foi adjunto do Exército na Representação Militar Nacional na NATO. Mais recentemente foi Comandante da Zona Militar da Madeira, entre 2013 e 2016.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório