Meteorologia

  • 15 JULHO 2018
Tempo
20º
MIN 19º MÁX 21º

Edição

Polícias no Arizona agridem brutalmente homem

Robert Johnson foi repetidamente esmurrado e pontapeado porque não se sentou quando os agentes lhe pediram. Os agentes foram suspensos mas com direito a receberem o salário.

Notícias ao Minuto

14:51 - 07/06/18 por Fábio Nunes

Mundo EUA

Nos Estados Unidos há mais um caso de violência policial a gerar polémica. A polícia de Mesa, no Estado do Arizona, divulgou imagens de uma câmara de vigilância que mostram quatro dos seus agentes a agredirem de forma brutal Robert Johnson no interior de um prédio.

O incidente aconteceu no dia 23 de maio mas só agora as imagens, que podem ferir a suscetibilidade dos leitores mais sensíveis, foram divulgadas. A polícia foi chamada ao local devido a uma queixa de violência doméstica que envolvia Erick Reyes, um amigo de Robert Johnson, adianta a KPNX.

De acordo com a versão da polícia Robert não se mostrou cooperante e discutiu com os agentes. Ramon Batista, chefe da polícia de Mesa, justificou a atuação dos seus agentes com o facto de Robert ter recusado sentar-se no chão quando estes lhe pediram. Convém realçar que Robert Johnson não estava a ser investigado nesta altura.

As imagens mostram a forma como os quatro agentes esmurraram e pontapearam repetidamente o homem, que de seguida foi detido.

Robert Johnson enfrenta acusações de suspeita de conduta desordeira e de obstruir uma investigação, revela a WDSU.

O departamento de polícia de Mesa já anunciou que vai rever o uso da força por parte dos agentes em situações como esta. Mas há um detalhe neste caso que está a gerar revolta. Os quatro agentes envolvidos nas agressões foram suspensos mas com direito a receberem o salário.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.