Meteorologia

  • 22 FEVEREIRO 2024
Tempo
15º
MIN 12º MÁX 17º

Craft Gardens, a marca que dá um toque português a arte do século XVIII

A beleza está nos detalhes. Que o diga Marta Ramada Leite, que criou uma nova marca de decoração que dá continuidade a uma herança polaca, misturando-a com técnicas mais sustentáveis e inovadoras.

Notícias ao Minuto

08:30 - 26/09/23 por Ana Rita Rebelo

Lifestyle Feito em Portugal

A vontade de promover "um movimento de bem-estar" dentro das nossas casas, inspirado pela arte polaca Pajaki (diz-se pah-yonk-ee), levou Marta Ramada Leite à posição de empreendedora. "As revistas de decoração iam-se acumulando lá em casa", começa por contar ao Lifestyle ao Minuto. Mas só mais recentemente é que esta paixão ganhou novos contornos e, aos 41 anos, decidiu aventurar-se na criação de um projeto seu, que concilia com a profissão de marketeer. Chama-se Craft Gardens.  

"Nunca trabalhei em decoração. O meu percurso profissional teve início numa empresa familiar ligada ao aço, mas o empreendedorismo é uma realidade na minha família há muitas gerações", explica a criadora da marca e pajaki artist, com um vasto currículo que inclui passagens pela L'Oréal, Âmbar, Sogevinus e Nors. O talento para as artes também herdou da família. "O meu avô materno, Francisco, era arquiteto, e a minha mãe pintava azulejos, quadros e alguns vitrais. Cresci a praticar vela, entre a arte e a renovação de peças", mas "a decoração sempre foi uma paixão silenciosa", assume.

Leia Também: Conheça o casal que trocou a venda de casas pela decoração de interiores

Tudo mudou quando, durante uma viagem com o seu namorado e 'braço direito', Eduardo, confessou a sua intenção de deixar uma marca no mundo. A inspiração nasceu de um livro de Karolina Merska. "Foi o meu primeiro contacto com a arte polaca de fazer Pajaki e o deslumbre foi quase imediato", recorda.

'Mas, afinal, o que é Pajaki?', questiona o leitor - e bem. Marta resume: "É uma forma de folk art nascida no interior da Polónia em meados do século XVIII. As camponesas da região transformavam a palha de centeio, papel colorido e ervilhas secas em verdadeiros mobiles celebrativos pendurados nos tetos, não só para iluminar e criar movimento nas suas casas nos meses escuros de inverno, como para celebrar o Natal, a Páscoa, o ano novo, casamentos e batizados". Na verdade, completa, "a essência dos Pająki tinha um propósito maior e simbolismo. Se Pajak em polaco significa 'aranha' - que até hoje a sabedoria popular diz-nos que dá sorte quando entra nas nossas casas - as camponesas que criavam estas peças de arte popular acreditavam que a palha de centeio tinha propriedades mágicas e traria boas colheitas, saúde e sorte para as famílias". 

Leia Também: A cosmética também pode ser amiga do ambiente. A Raisi quer dar o exemplo

De sua casa para as nossas, a Craft Gardens viu a luz do dia há cerca de meio ano e reúne artigos feitos manualmente. Dos candeeiros de teto a abajures, grinaldas, cestos, argolas de guardanapos e outros apontamentos decorativos da autoria de Marta, há muito por onde escolher. Os preços variam entre os 6,50 e os 165 euros e as peças, à venda na loja online, podem ser personalizadas nas cores, tamanho e até mesmo nos materiais.

O uso de fibras naturais, a qualidade dos materiais e a produção manual são as principais bandeiras da marca, assente no processo de 'upcycling'. "Procuro reduzir ao máximo os resíduos em todo o processo de produção, reutilizando e reciclando materiais sempre que possível", realça a fundadora da marca.

Leia Também: Para quem gosta de fazer Pandã, esta marca vai ser a melhor descoberta

O aperfeiçoamento da técnica veio com o tempo. "Inicialmente demorava mais de 12 horas. Agora, já consigo ter a rapidez que me permite criar peças com quase trezentos tassels [aqueles pequenos berloques que costumamos ver pendurados nos cortinados, almofadas e cadeirões] em metade do tempo. Aprendi sozinha as técnicas e até desenvolvi uma máquina manual para aumentar a produção", conta, sublinhando que "o percurso tem sido emocionante".

Sem pretensões de seguir tendências, não esconde que o seu sonho é "ver a Craft Gardens a prosperar e a brilhar como um exemplo do que Portugal tem de melhor para oferecer em termos de artesanato e decoração". "Esta é a minha história, a minha paixão e estou determinada a partilhá-la com o mundo. Somos uma terra de artesãos, de criativos, de terra, de paixão e crença. Não poderia deixar de fazer parte deste movimento tão carregado de simbolismo, beleza e alegria."

Leia Também: Café & Limão: Esta marca quer alegrar as casas dos portugueses

Quanto a novidades, "não têm parado na Craft Gardens". Até ao Natal, a oferta irá incluir modelos com novas cores de franjas, bem como peças que privilegiam o uso de materiais como palhinha ou rattan. "Estou determinada a encetar e liderar este movimento de pajaki artist, trazendo autenticidade e maestria à decoração feita em Portugal."

Agora que já conhece a Craft Gardens, percorra a fotogaleria acima, 'tire as medidas' à oferta da marca e solte o decorador que há dentro de si.

Leia Também: Brunet, a nova marca portuguesa de alfaiataria de luxo com um 'twist'

Recomendados para si

;

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório