Adele nos Grammy: "Podia ser perfeita e de coração, só que não!"

Cláudio Ramos comentou a prestação da cantora britânica.

© Blogue/Eu, Cláudio
Fama Blogue

Adele foi uma das grandes protagonistas da 59.º edição dos Grammy, que decorreu no último domingo, dia 12, no Teatro Microsoft de Los Angeles, Califórnia.

PUB

Além de ter levado para casa cinco galardões, a cantora ‘brilhou’ no tributo que fez a George Michael e homenageou Beyoncé quando recebeu o prémio de Álbum do Ano.

Cláudio Ramos está sempre atento ao mundo dos famosos e recorreu ao seu blogue para falar da prestação da cantora britânica.

“Foi um dos momentos mais emocionantes dos últimos dias quando a cantora Adele sobe ao palco da entrega dos Grammy Awards, em Los Angeles, para homenagear George Mickael e no final deixa Beyoncé em lágrimas quando lhe dedica a atuação. Uma coisa linda, poucas vezes vista", começou por dizer o comentador da SIC.

"Podia ser perfeita e de coração, só que não! Veio a descobrir-se agora, através da entrevista do produtora da cerimónia, que o momento era para ser dividido em palco por Adele, Beyoncé e ainda Rihanna numa mistura de temas, só que a diva Adele bateu o pé e quis o momento só para ela. Ninguém sabia de nada. Cantou, foi aplaudida, a Beyoncé desfez-se em lágrimas e agora: Será que Adele fez isto às ‘colegas’ por medo de rivalidades ou comparações? Porque queria o momento só para ela? Ou porque de facto se acha de outro planeta? E, depois disto, o que a terá levado a dedicar a canção à ‘amiga’ que não quis ao seu lado no palco? Mistérios!”, rematou.

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias Ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser