Meteorologia

  • 01 ABRIL 2020
Tempo
MIN 7º MÁX 14º

Edição

Bolsa de Lisboa em baixa com NOS a cair mais de 6%

A bolsa de Lisboa estava hoje a negociar em baixa, com apenas uma das 18 ações do PSI20 a subir e a NOS a cair 6,10% para 4,18 euros.

Bolsa de Lisboa em baixa com NOS a cair mais de 6%

Cerca das 8h50 em Lisboa, o principal índice da bolsa, o PSI20, recuava 0,90% para 5.362,67 pontos, com 13 'papéis' a desceram, um a subir (Pharol) e quatro inalterados (Altri, Corticeira Amorim, REN e Jerónimo Martins).

O resultado líquido consolidado da NOS subiu 4,2% em 2019, face ao ano anterior, para 143,5 milhões de euros, anunciou hoje a operadora de telecomunicações.

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a empresa adianta que as receitas de exploração subiram 1,5%, para 1.599 milhões de euros, e as receitas de telecomunicações evoluíram 1,1%, para 1.522 milhões de euros, "apesar do impacto menos positivo provocado pela redução das tarifas de terminação e pela diminuição de consumo de canais desportivos 'premium'".

As ações da Sonae Capital, Ramada Investimentos e Semapa eram outras das que mais desciam, designadamente 1,52% para 0,78 euros, 1,37% para 5,74 euros e 1,31% para 12,08 euros.

Em sentido contrário, as ações da Pharol eram as únicas que subiam, estando a valorizar-se 0,71% para 0,10 euros.

Na Europa, as principais bolsas europeias estavam hoje em baixa, com os investidores pendentes da publicação de vários indicadores macroeconómicos, como a inflação na União Europeia, que já podem refletir o impacto da epidemia do coronavírus na economia.

Assim, a expansão da epidemia do coronavírus e o possível impacto na economia continuam a concentrar a atenção dos investidores.

Na terça-feira, a agência Moody's reviu em baixa o crescimento da economia chinesa em 2020, devido ao surto do coronavírus, depois de a China ter decidido dar mais apoio às empresas para reiniciarem as suas operações com normalidade.

Entretanto, soube-se que as vendas de automóveis caíram fortemente na China nas duas primeiras semanas de fevereiro e que no Japão o setor do turismo recuou desde o início do mês.

Na quinta-feira, a bolsa de Nova Iorque terminou com o Dow Jones a cair 0,44% para 29.219,98 pontos, contra 29.551,42% em 12 de fevereiro, atual máximo desde que foi criado em 1896.

O Nasdaq fechou a recuar 0,67% para 9.750,96 pontos, contra 9.817,18 pontos na quarta-feira, atual máximo de sempre.

A nível cambial, o euro abriu hoje em alta no mercado de câmbios de Frankfurt, a cotar-se a 1,0795 dólares, contra 1,0793 dólares na quinta-feira e 1,0792 dólares em 10 de fevereiro, atual mínimo desde 24 de abril de 2017.

O barril de petróleo Brent para entrega em abril de 2020 abriu hoje em baixa, a cotar-se a 58,60 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, contra 59,31 dólares na quinta-feira e o mínimo desde 26 de dezembro de 2018, de 53,27 dólares, em 10 de fevereiro.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório