Meteorologia

  • 29 MARçO 2020
Tempo
17º
MIN 9º MÁX 19º

Edição

EasyJet estima lucro este ano, antes de impostos, de 467 a 478 milhões

A easyJet prevê terminar o exercício de 2019 com um lucro antes de impostos de 420 a 430 milhões de libras (467 a 478,2 milhões de euros), abaixo dos 466 milhões de libras de 2018, anunciou hoje a companhia aérea.

EasyJet estima lucro este ano, antes de impostos, de 467 a 478 milhões
Notícias ao Minuto

14:19 - 08/10/19 por Lusa

Economia EasyJet

"A easyJet espera apresentar um lucro global antes de impostos de 420 a 430 milhões de libras no exercício de 2019 [de 1 de outubro de 2018 a 30 de setembro de 2019]", refere a companhia em comunicado, salientando que este valor "se situa na metade superior do intervalo previsto anteriormente".

Os dados avançados hoje pela easyJet relativamente à atividade do quarto trimestre apontam para "um desempenho sólido, com níveis de procura robustos por parte dos clientes", traduzindo "iniciativas de melhoria interna que proporcionaram um desempenho superior ao esperado em matéria de receita por assento e de receita acessória".

"O nosso desempenho em matéria de custos manteve-se forte e continua em linha com as expectativas, não obstante o difícil ambiente de irregularidade operacional no quarto trimestre", sustenta, destacando a "resiliência operacional" como "o principal pilar do forte desempenho".

A companhia, que divulga em 19 de novembro os resultados de 2019, adianta que no exercício o número de passageiros aumentou 8,6%, para 96 milhões, devido a um aumento de 10,3% na capacidade, que subiu para 105 milhões de assentos.

A easyJet antecipa ainda que a taxa de ocupação no exercício tenha recuado 1,4 pontos percentuais, para 91,5%, e que a receita total por assento, a moeda constante, tenha diminuído cerca de 2,7%.

"A receita por assento a moeda constante no segundo semestre irá aumentar em cerca de 0,8%, um desempenho superior à nossa perspetiva anterior, que era de ligeira descida", refere, atribuindo este resultado acima do esperado às "iniciativas de otimização da produtividade postas em prática no quarto trimestre e ao aumento da procura devido às greves na British Airways e na Ryanair".

Segundo a companhia, o custo global para o exercício vai aumentar em cerca de 12%, "devido ao aumento da capacidade, ao crescimento dos custos unitários de combustível e aos movimentos adversos da taxa de câmbio", tendo este aumento sido "parcialmente compensado pelas melhorias no custo por assento, excluindo combustível".

O custo global por assento excluindo combustível a moeda constante irá baixar cerca de 0,8%, em linha com as perspetivas anteriores.

"Apesar do difícil ambiente de irregularidade operacional experimentada no quarto trimestre, que incluiu o impacto de tempestades na Europa e as dificuldades técnicas sentidas no aeroporto de Gatwick, a iniciativa de resiliência operacional foi um fator fundamental para o forte desempenho conseguido", refere.

No exercício de 2019, os custos totais da easyJet deverão cifrar-se em cerca de 1.420 milhões de libras (1.578 milhões de euros), um valor que "inclui o impacto adverso da taxa de câmbio e o aumento dos custos do sistema de comércio de emissões".

A taxa de câmbio global, revela, "vai ter um impacto negativo de aproximadamente 14 milhões de libras [15,57 milhões de euros] em termos homólogos".

Para o primeiro trimestre de 2020, a easyJet adianta que as reservas estão "em linha com as do período homólogo do exercício anterior" e que o aumento de capacidade previsto é de cerca de 2%, sendo que no exercício do próximo ano "o aumento de capacidade esperado irá situar-se no limite inferior do intervalo histórico" da companhia.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório