Meteorologia

  • 17 FEVEREIRO 2019
Tempo
12º
MIN 10º MÁX 14º

Edição

Exportações sobem 5,9% e importações aumentam 5,3% em outubro

As exportações portuguesas de bens aumentaram 5,9% e as importações progrediram 5,3% em outubro em termos homólogos, acelerando face às evoluções de 1,0% e 0,4%, respetivamente, registadas em setembro, divulgou hoje o INE.

Exportações sobem 5,9% e importações aumentam 5,3% em outubro
Notícias ao Minuto

11:44 - 10/12/18 por Lusa

Economia INE

Segundo os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), excluindo os combustíveis e lubrificantes, em termos homólogos, as exportações aumentaram 8,5% e as importações cresceram 7,6% em outubro (contra as subidas de 2,6% e 1,4%, respetivamente, em setembro de 2018).

O défice da balança comercial de bens agravou-se em 54 milhões de euros face ao mesmo mês de 2017, para 1.593 milhões de euros.

Excluindo os combustíveis e lubrificantes, a balança comercial atingiu um saldo negativo de 1.100 milhões de euros, correspondente a um aumento do défice de 39 milhões de euros em relação a outubro de 2017.

No trimestre terminado em outubro de 2018, as exportações e as importações de bens aumentaram, respetivamente, 3,1% e 4,5% face ao mesmo período de 2017.

No que respeita às variações face ao mês anterior, em outubro de 2018 as exportações aumentaram 9,7% e as importações cresceram 13,9% (+16,2% e +3,1%, respetivamente, em setembro de 2018), em resultado das variações registadas em ambos os tipos de comércio (intra e extra-UE).

De acordo com o INE, em outubro as exportações cresceram 5,9% em termos homólogos devido ao aumento de 10,2% verificado no comércio intra-UE (+3,8% em setembro de 2018), já que as exportações extra-UE diminuíram 6,1%.

As importações aumentaram 5,3% (+0,4% em setembro de 2018) igualmente em resultado da evolução do comércio intra-UE (+7,2%), uma vez que as importações no comércio extra-UE diminuíram 0,7%.

Segundo o INE, "este resultado estará influenciado por efeitos de calendário", pois outubro de 2018 teve mais um dia útil que o mês homólogo de 2017 e setembro teve menos um dia útil que em 2017.

Em outubro de 2018, face ao mês homólogo de 2017, salientam-se os crescimentos nas exportações de material de transporte (+17,7%) e de fornecimentos industriais (+9,1%).

Em sentido contrário, destaca-se o decréscimo nas exportações de combustíveis e lubrificantes (-35,2%), "em resultado do decréscimo nos produtos transformados, em grande parte ainda justificado pela paragem programada das refinarias nacionais".

Nas importações, registaram-se aumentos nos fornecimentos industriais e nos bens de consumo (+10,9% e +11,0%, respetivamente). À semelhança das exportações, os combustíveis e lubrificantes registaram o maior decréscimo (-11,6%), nomeadamente nos produtos primários -- óleos brutos de petróleo.

No que se refere aos principais clientes de Portugal, em outubro o INE destaca os acréscimos homólogos das exportações para Espanha (+9,5%), Itália (+34,5%), Alemanha (+7,9%) e Reino Unido (+10,5%), enquanto as exportações para o Brasil e para os EUA registaram os decréscimos "mais significativos" (-54,7% e -27,0%, respetivamente) face ao mesmo período de 2017.

Entre os principais fornecedores, em outubro os aumentos "mais expressivos" em termos homólogos registaram-se nas importações provenientes de Espanha, Alemanha, França e China (+10,5%, +6,9%, +12,3% e +23,1%, respetivamente).

As importações do Brasil registaram o maior decréscimo (-67,1%), justificado pelos combustíveis minerais.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório