Meteorologia

  • 19 NOVEMBRO 2018
Tempo
MIN 7º MÁX 7º

Edição

Feira promove mel que sofreu quebras na produção em Vila Pouca de Aguiar

A Feira do Mel de Vila Pouca de Aguiar, que decorre entre hoje e domingo, divulga e promove uma atividade que este ano sofreu uma quebra significativa na produção devido às condições meteorológicas adversas.

Feira promove mel que sofreu quebras na produção em Vila Pouca de Aguiar
Notícias ao Minuto

18:31 - 10/08/18 por Lusa

Economia Calor

A maior parte dos cerca de 100 produtores de mel de Vila Pouca de Aguiar concilia a atividade profissional com a apicultura, que se tornou num complemento à economia familiar deste concelho do distrito de Vila Real.

"O tempo não ajudou", afirmou à agência Lusa o apicultor João Campos, que possui cerca de 70 colmeias.

Em anos de "produção normal" retira cerca de "uma tonelada e meia", mas este ano deve "ficar pelos 600 quilos".

"Basta estar uns dias de mais frio e vem complicar a colheita. O ano começou bem, depois veio o frio, depois o calor excessivo", salientou.

João Campos disse que a atividade "compensa" apesar das "muitas despesas", entre ceras, tratamentos e alimentação.

José Teixeira tem 800 colmeias e disse que, na região de Trás-os-Montes, os últimos dois anos "foram muito maus".

No ano passado foi a seca. Este ano, na fase de floração verificaram-se temperaturas muito baixas no final de abril e princípio de maio e, agora, em agosto, foi o excesso de calor que afetou a atividade.

"Este ano as expectativas saíram-nos goradas. Seria expectável termos 16 toneladas e vamos andar pelas 10, 12", referiu.

Este apicultor vende para o mercado nacional e exporta para Espanha e Alemanha.

"Estes anos têm sido complicados, principalmente por causa do calor intenso em alturas que não deviam ser assim como a chuva e o vento, que são condições que não são muito propícias para as abelhas conseguirem recolher pólen e néctar", sublinhou João Oliveira, que se assume como um aficionado pela apicultura.

Possui 20 colmeias e a apicultura é um complemento ao seu rendimento. No entanto, ressalvou que esta é uma atividade "com custos" e que, nos últimos anos, tem sido difícil porque os "custos não compensam os lucros".

"O mel é pouco, os enxames por vezes morrem e é difícil conseguir manter uma produção estável e fazer um crescimento estável do efetivo", salientou.

A zona controlada de apicultura, que abrange os concelhos de Vila Pouca de Aguiar e Ribeira de Pena, possui 179 apicultores e 7.900 colónias e é gerida pela associação Aguiarfloresta.

É para divulgar e promover esta atividade que a Câmara de Vila Pouca de Aguiar realiza a Feira do Mel, na vila de Pedras Salgadas.

O certame divulga ainda o trabalho das dezenas de artesãos locais que trabalham em barro, granito, madeira, ferro e linho.

O certame, que decorre no Parque Termal de Pedras Salgadas, aposta na realização de concursos temáticos como o melhor mel, os melhores rótulos de mel ou os melhores doces confecionados com mel.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório