Meteorologia

  • 19 AGOSTO 2018
Tempo
23º
MIN 20º MÁX 26º

Edição

A Marta Pen faltou "a cereja no topo do bolo" nos Europeus de Atletismo

A portuguesa Marta Pen ficou hoje satisfeita o sexto lugar na final dos 1.500 metros dos Campeonatos Europeus de atletismo, em Berlim, mas para ficar feliz faltou-lhe "a cereja no topo" do bolo, que seria a subida ao pódio.

A Marta Pen faltou "a cereja no topo do bolo" nos Europeus de Atletismo
Notícias ao Minuto

21:02 - 12/08/18 por Lusa

Desporto Corredora

"O meu treinador [Frank Houston], disse-me antes da prova que eu consegui todos os objetivos até agora, bati todos os recordes pessoais desde os 400 aos 10.000 metros, consegui passar todos os níveis propostos, tive mais oportunidades de correr. Isso era o bolo, mas, para estar completo, falta a cereja no topo. E foi o que faltou, a cereja. Não vou dizer que estou feliz com a minha performance, mas estou satisfeita porque tive uma oportunidade de correr esta final e não me senti inferior", disse a atleta.

Depois de ter sido quinta há dois anos, em Amesterdão, Marta Pen terminou em sexto com 4.06,54 minutos, numa corrida ganhar pela britânica Laura Muir saiu disparada e fez uma corrida solitária, para triunfar em 4.02,32 minutos.

"Na prova tentei responder a um estímulo, que me iria colocar numa posição de lutar pelos dois primeiros lugares, onde achava que poderia estar. Infelizmente li mal a prova, segui os meus instintos, mas a minha prova não representa aquilo que tentei. Fico mais satisfeita por ter tentado, por sair da minha zona de conforto e lutar por aquilo que achava que era o possível", afirmou ainda.

Laura Muir atacou muito cedo, num ritmo muito forte, para terminar à frente da polaca Sofia Ennaoui, que conquistou a prata com 4.03,08, e a também britânica Laura Weightman, que gastou 4.03,75 e ficou com o bronze.

"Não me surpreendeu a Laura Muir, ela é muito superior às outras, e a Laura Weightman deu a entender que queria uma prova rápida. Eu também tinha vontade de correr a prova rápida, mas o desporto é assim, não conta só o querer, é preciso ter uma 'estrelinha'. As provas de 1.500 metros são assim, têm diversas variáveis", acrescentou a portuguesa.

Nos últimos 400 metros, Marta Pen estava em terceiro lugar, mas isolada, o que pressupunha um esforço maior. "Quando veio o 'comboio' [das atletas mais atrasadas] ainda tentei reagir, mas essa reação não foi tão rápida. Quando deixei de poder lutar pelos lugares do pódio, tentei chegar aos melhores lugares possíveis", afirmou.

"Não acho que foi uma má prestação, até foi boa, Não tão boa como queria, mas estou satisfeita", concluiu.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.