Meteorologia

  • 22 NOVEMBRO 2017
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 15º

Edição

Salomé Lamas e Gonçalo M.Tavares animam escola de verão da BoCA

A realizadora Salomé Lamas, a encenadora Angélica Lindell, o coreógrafo Eric Castaign e o escritor Gonçalo M. Tavares estão entre os criadores que vão dirigir os 'workshops' da escola de verão da BoCA, a partir de dia 30, em Lisboa.

Salomé Lamas e Gonçalo M.Tavares animam escola de verão da BoCA
Notícias ao Minuto

12:47 - 11/08/17 por Lusa

Cultura Artes

A Bienal de Artes Contemporâneas (BoCA - Biennial of Contemporary Arts) anunciou hoje a programação da sua escola de verão, aberta a estudantes e artistas portugueses, que podem aprender com criadores nacionais e estrangeiros que, de 30 de agosto a 17 de setembro, dirigem 'workshops', em Lisboa.

Todos os envolvidos no mundo artístico português têm hipotése de participar nos diversos 'workshops', dirigidos por convidados do diretor artístico da BoCA, John Romão, promovidos pela bienal de artes contemporâneas que teve este ano a primeira edição.

As formações terão lugar em instituições lisboetas, como o Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia (MAAT), em Belém, e o Teatro Nacional D. Maria II, já parceiras da Bienal, que se juntam ainda à Fundação GDA, Gestão dos Direitos dos Artistas.

Num ambiente multicultural, o primeiro de um total de seis 'workshops' é dirigido pelo compositor e realizador de cinema, belga, Thierry De Mey, e decorre de 30 de agosto a 2 de setembro.

Esta oficina explora a temática da composição musical, numa formação a ter lugar no edifício Coleção Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian (Centro de Arte Moderna, CAM), que deve atrair "compositores, músicos, intérpretes e criadores de artes performativas", de acordo com o comunicado da bienal de artes comtemporâneas, enviado à agência Lusa.

Nos dias 04 e 05 de setembro, a realizadora Salomé Lamas, autora de projetos como "Terra de Ninguém" (2012) e "Eldorado XXI" (2016), artista residente da bienal em 2017/2018, conduz o 'workshop' "Transações, Fronteiras e Híbridos", na Galeria Zé dos Bois.

No trabalho com a realizadora de "Encounters with Landscape", a linha entre o cinema e as artes visuais é objeto de análise, através de imagens da memória e narrativa.

O Teatro Nacional D. Maria II é o palco para a dramaturga, encenadora e atriz espanhola Angélica Lindell apresentar um 'workshop' denominado "A Eloquência da Ferida ou A Tragédia da Liberdade: a Transgressão", apenas para intérpretes masculinos.

O 'workshop' estende-se de 06 a 10 de setembro e Lidell afirma que "o criminoso e o artista são irmãos", num exercício que enquadra os papéis do artista e da arte da representação.

O coreógrafo francês Eric Minh Cuong Castaign está presente no MAAT, de 07 a 09 de setembro, para dar formação com o 'workshop' "#danceswithmachines", numa fusão entre as mais recentes tecnologias e o movimento corporal.

O público-alvo, entre os 16 e os 21 anos, dispõe de materiais como drones e óculos 'specs', a incorporar nas suas coreografias.

O norte-americano Gary Hill, célebre no campo da vídeoarte, dá formação de 15 a 16 de setembro, sob o lema "A Mente Visceral: algures entre 'mídia' eletrónicos, o corpo e línguas maleáveis", aberto a 12 estudantes ou jovens artistas, também no MAAT.

A escola de verão da BoCA encerra com uma referência nacional, o escritor Gonçalo M. Tavares, em colaboração com o grupo de artistas Os Espacialistas, a decorrer de 15 a 17 de setembro, no Museu Nacional de Arte Contemporânea - Museu do Chiado.

O 'workshop' "Pensamento Pensamento, imaginação e artes" representa a segunda vez que o artista e o coletivo reúnem esforços, após o trabalho conjunto no livro "O Atlas do Corpo e da Imaginação".

O foco é o pensamento contemporâneo e a sua articulação com os mundos das artes e literatura.

A expansão da programação da escola de verão da BoCA surge depois da primeira edição da bienal, que decorreu de 17 de março a 30 de abril, nas cidades de Lisboa e do Porto.

Em números, o sucesso traduziu-se na participação de 29 instituições culturais e num saldo de mais de 77 mil espectadores.

Produções da bienal encontram-se em digressão atualmente, como é o caso da peça de teatro "Endgame", do dramaturgo irlandês Samuel Beckett, que lança a artista cubana Tania Bruguera.

A apresentação da peça teve início na quinta-feira, em Hamburgo, e termina no próximo domingo, dia 13, no Kampnagel, International Sommer Festival.

Informaçações pormenorizadas sobre a programação da escola de verão da BoCA e possível participação estão disponíveis em http://www.bocabienal.org/programa/summerschool2017/.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório