Meteorologia

  • 21 SETEMBRO 2020
Tempo
24º
MIN 16º MÁX 27º

Edição

Já começou a 2.ª edição do Prémio Internacional de Poesia António Salvado

A Junta de Freguesia de Castelo Branco lançou hoje a segunda edição do Prémio Internacional de Poesia António Salvado, que, na edição de 2019, teve a participação de mais de 500 participantes oriundos de 36 países.

Já começou a 2.ª edição do Prémio Internacional de Poesia António Salvado

Este prémio pretende distinguir um poeta de língua portuguesa e outro de língua espanhola, afirmando a importância destas duas línguas ibéricas no contexto da literatura contemporânea.

Tem também como objetivo promover a ligação entre Castelo Branco e a cidade espanhola de Salamanca e destas cidades com o mundo ibero-americano e os Países da Língua Oficial Portuguesa (Palop).

"Este prémio para além de reconhecer o itinerário criativo de António Salvado afirma Castelo Branco como uma cidade aberta ao mundo da literatura. Não é por acaso que somos cada vez mais uma cidade com e para a poesia. Este prémio reforça uma continuidade identitária de Castelo Branco relacionada com a história da poesia ibérica", explicou, à agência Lusa, o presidente da Junta de Freguesia de Castelo Branco, Leopoldo Rodrigues.

A admissão dos originais a concurso decorre entre os dias 5 de julho e 31 de outubro de 2020, acontecendo a divulgação dos candidatos finalistas a 16 de janeiro de 2021, enquanto o anúncio dos vencedores será feito a 20 de fevereiro de 2021.

A cerimónia de entrega dos prémios irá decorrer numa sessão solene a realizar em Castelo Branco, em data a anunciar pela organização.

Aos vencedores, um em língua portuguesa e outro em língua espanhola, será atribuído o prémio monetário de 2.500 euros, 30 exemplares da edição bilingue das respetivas obras.

"Estou convencido de que este prémio está destinado a tornar-se uma referência para ambos os lados do Atlântico, pois é notável que ele procure recompensar dois poetas ao mesmo tempo, um na língua de Camões e outro na língua de Cervantes, independentemente do país de origem. Estou grato a Castelo Branco e às suas autoridades por decidirem que a presidência do júri que concede o prémio recaia sobre mim, em fevereiro de 2020. É uma honra, é verdade, mas também uma grande responsabilidade", afirmou o presidente do júri, o poeta, ensaísta e professor da Universidade de Salamanca Alfredo Pérez Alencart.

O júri é constituído por mais 11 personalidades, entre autores, escritores, poetas, investigadores e docentes de literatura, em diversas universidades e academias de Portugal e de Espanha.

São eles, António Cândido Franco, António dos Santos Pereira, Enrique Cabero, Fernando Paulouro, José Dias Pires, Manuel Nunes, Maria de Lurdes Gouveia da Costa Barata, Paulo Samuel, Pompeu Martins, Rita Taborda Duarte e Vítor Oliveira Mateus.

Para Luís Correia, presidente da Câmara de Castelo Branco, "este prémio enquadra-se na estratégia de promoção do concelho, contribuindo para a internacionalização dos seus valores culturais".

O Prémio Internacional de Poesia António Salvado - Cidade de Castelo Branco foi criado pela Junta de Freguesia e pela Câmara de Castelo Branco, como forma de homenagear o poeta albicastrense António Salvado, premiar obras poéticas inéditas e incentivar o aparecimento de novos autores.

A primeira edição do prémio teve como vencedores a portuguesa Maria João Pessoa e o mexicano Gerardo Rodriguez.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório