Veterano ouvido para esclarecer afirmações sobre golpe de Estado

Manuel "Manecas" dos Santos, veterano da luta armada pela independência da Guiné-Bissau, foi hoje ouvido no Ministério Público, em Bissau, para esclarecer as suas afirmações sobre a eminência de um golpe de Estado no país.

© DR
Mundo Guiné

Acompanhado do advogado e de alguns militantes do Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC), "Manecas" dos Santos disse ter reafirmado perante os magistrados o que é "apenas uma opinião".

PUB

"O meu depoimento correu muito bem, eu reafirmei aquilo que tinha a reafirmar. Acabou aí", afirmou "Manecas" dos Santos, que enalteceu a postura dos magistrados que o ouviram.

Em entrevista ao jornal português Diário de Noticias, no passado mês de abril, "Manecas" dos Santos defendeu ser possível que venha a acontecer um novo golpe militar na Guiné-Bissau devido à situação de impasse político que se vive no país há cerca de dois anos.

O advogado Carlos Pinto Pereira explicou aos jornalistas que "Manecas" dos Santos foi ouvido na qualidade de denunciante e não de suspeito e que saiu do Ministério Público sem qualquer medida de coação.

"No nosso ponto de vista o assunto está resolvido", sublinhou Pinto Pereira, que esclareceu ainda que o ex-militar apenas exteriorizou o seu sentimento enquanto cidadão preocupado com a situação do país.

"Ele entendeu que há um mal-estar na sociedade guineense e que poderia eventualmente conduzir aquela situação", disse o advogado, referindo-se a um hipotético golpe de Estado.

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias Ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser