Meteorologia

  • 24 JANEIRO 2022
Tempo
MIN 6º MÁX 14º

Edição

Blue Origin está "pejada de sexismo", acusam antigos funcionários

Duas dezenas de funcionários acusam empresa fundada por Jeff Bezos de sexismo e de fechar os olhos a casos de assédio.

Blue Origin está "pejada de sexismo", acusam antigos funcionários

Um grupo de antigos e atuais funcionários da Blue Origin, a empresa aeroespacial fundada por Jeff Bezos, relata um ambiente de trabalho "pejado de sexismo" e que prefere "velocidade vertiginosa" a segurança.

A carta aberta, citada pelo Guardian esta sexta-feira, é assinada por Alexandra Abrams, antiga responsável de comunicações da Blue Origin, contando com a assinatura de outros 20 antigos e atuais funcionários. Na missiva, os queixosos dizem que a cultura da empresa "reflete o pior do mundo em que vivemos."

"Diferenças salariais por género são comuns na indústria espacial, mas na Blue Origin manifesta-se um tipo específico de sexismo. Vários líderes seniores têm sido consistentemente inapropriados com mulheres."

É, aliás, referido um líder sénior em particular que foi reportado várias vezes por assédio sexual e que as funcionárias novas eram avisadas para se afastar do mesmo.

A Blue Origin reagiu às acusações, dizendo que a "não tolera discriminação ou assédio de qualquer tipo." "Providenciamos diversos mecanismos aos funcionários, incluindo um número de contacto anónimo que funciona 24 horas por dia, e vamos de imediato investigar quaisquer novas queixas de comportamento desadequado", indicaram.

Leia Também: Primeira missão civil ao Espaço partilha imagens impressionantes da Terra

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Recebe truques e dicas sobre Internet, iPhone, Android, Instagram e Facebook!

O mundo tecnológico em noticias, fotos e vídeos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Tech ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório