Meteorologia

  • 24 JUNHO 2021
Tempo
16º
MIN 16º MÁX 32º

Edição

Moscovo vai enviar equipa para fazer um filme na Estação Espacial

A Rússia anunciou hoje o envio em outubro de uma equipa de cinema para rodar um filme de ficção a bordo da Estação Espacial Internacional (ISS), antes de colocar em órbita em dezembro um milionário japonês.

Moscovo vai enviar equipa para fazer um filme na Estação Espacial
Notícias ao Minuto

15:59 - 13/05/21 por Lusa

Tech Espaço

Os anúncios surgem quando a agência espacial Roscosmos se encontra em dificuldades há vários anos e tenta relançar-se, após escândalos de corrupção e a concorrência da sociedade Space X de Elon Musk.

A Roscosmos anunciou o envio em outubro para a ISS da atriz Iulia Peressild, 36 anos, e do realizador Klim Chipenko, 37 anos, num projeto cujo orçamento não foi revelado.

Ambos deverão ser os protagonistas "do primeiro filme de ficção no espaço", uma obra com a designação provisória de "O Desafio".

O filme é coproduzido por Dmitri Rogozine, o patrão da Roscosmos, que pretende que a Rússia seja o primeiro país a realizar semelhante projeto.

A agência espacial norte-americana (Nasa) trabalha com Tom Cruise para o mesmo objetivo.

Já hoje foi anunciado o envio para a ISS do milionário japonês Yusaku Maezawa e do seu assistente Yozo Hirano, que vai documentar a aventura. O início da viagem está previsto para 08 de dezembro a bordo de um foguetão Soyuz.

"A duração da viagem espacial será de 12 dias", indicou a agência, precisando que o treino da equipa se inicia em junho.

"Estou tão curioso de como se desenrola a vida no espaço que optei por descobrir por mim próprio e partilhá-lo com o mundo na cadeia YouTube", comentou Yusaku Maezawa, 45 anos, em comunicado da Space Adventures, a empresa que organiza a viagem.

O anúncio do recomeço das expedições turísticas em direção à ISS com o milionário japonês ocorre após a Rússia ter perdido em 2020 o monopólio dos voos habitados que detinha desse 2011 e da retirada do "Space Shuttle" norte-americano.

Desde maio de 2020, os foguetões e cápsulas do SpaceX estão em condições de enviar astronautas em direção à Estação, com custos inferiores aos contratos da Nasa, mas também dos europeus.

Esta nova situação implicou que a Rússia tenha deixado de receber dezenas e milhões de dólares por cada lugar numa viagem espacial.

Segundo a revista especializada Forbes, um lugar custa entre 20 e 35 milhões de dólares (16,5 a 29 milhões de euros) por oito a 12 dias a bordo da estação orbital.

A Rússia já anunciou que abandonará a ISS em 2025 para se centrar numa estação espacial estritamente russa e mais recentemente Pequim e Moscovo assinaram um protocolo de acordo para a construção de uma estação orbital, ou mesmo instalada na Lua.

No entanto, nenhum dos projetos tem orçamento nem calendário preciso.

O Presidente russo, Vladimir Putin, ordenou em abril uma revisão dos projetos em curso, afirmando no dia do 60.º aniversário do primeiro voo no espaço, protagonizado por Iuri Gagarin, que a Rússia deve permanecer uma grande potência espacial.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Recebe truques e dicas sobre Internet, iPhone, Android, Instagram e Facebook!

O mundo tecnológico em noticias, fotos e vídeos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Tech ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório