Meteorologia

  • 10 DEZEMBRO 2019
Tempo
MIN 6º MÁX 15º

Edição

WhatsApp quer proteger eleições proibindo partilhas em massa

A sugestão foi apresentada por um representante da empresa no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no Brasil.

WhatsApp quer proteger eleições proibindo partilhas em massa

O WhatsApp tem sido frequentemente associado à ascensão de Jair Bolsonaro a Presidente do Brasil no final de 2018, com muitos especialistas a considerarem que as notícias falsas espalhadas pelos serviços de partilha de mensagens em massa desempenharam um papel relevante durante as eleições.

Pois bem, parece que a empresa planeia combater essa possibilidade sugerindo ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) do Brasil que se proíba a partilha de mensagens em massa no WhatsApp. De acordo com CanalTech, o representante do WhatsApp, Thiago Sombra, apontou que a ideia é estender a proibição de propaganda eleitoral por telemarketing em apps de mensagens.

“A nossa sugestão é que essa proibição se estenda a ferramentas que oferecem mensagens eletrónicas em massa, automatizadas ou em forma de ‘spam’. Essa é a maior contribuição que acredito que o WhatsApp quer dar a essas eleições”, apontou Sombra em audiência pública na passada quarta-feira, dia 27.

De notar que esta proibição de partilha de mensagens em massa apenas não diria apenas respeito a serviços dedicados (os quais ainda não são regulamentados) mas a todas as ferramentas que permitam automatizar esse processo.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Recebe truques e dicas sobre Internet, iPhone, Android, Instagram e Facebook!

O mundo tecnológico em noticias, fotos e vídeos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Tech ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório