"Governo anterior encarou o sistema financeiro com leviandade"

Fernando Medina esteve esta noite de segunda-feira a tecer alguns comentários sobre a atualidade na TVI24.

© Global Imagens
Política Fernando Medina

Fernando Medina acredita que o “governo anterior encarou com leviandade a questão do sistema financeiro”. O presidente da Câmara Municipal de Lisboa (CML) apresenta duas razões: “a primeira porque, perante a dimensão do problema, Passos Coelho não quis enfrentar a questão de frente e não quis ter esse diálogo de frente com a Europa”.

PUB

A segunda questão, disse o autarca, refere “em particular” à altura em que saiu Vítor Gaspar e entrou Maria Luís Albuquerque. “Há uma decisão em que a gestão dos processos do sistema financeiro foi vista com base no objetivo político de criar a ideia de uma saída limpa, mas também de criar uma ideia de que o governo não tinha que tratar dos problemas da banca”, explicou.

Medina sublinha que a gestão dessa questão, na altura, “era altamente impopular para o país”.

Atualmente sabe-se que, pese embora todas as críticas de que é alvo, diz o autarca, “o caminho que o governador do Banco de Portugal trilhou foi o caminho que o governo deixou trilhar”.

No entender de Fernando Medina, o governo anterior “disse que não à capitalização pública do BES” e depois foram “todos para a praia e fica o Governador a tratar do banco e os contribuintes a pagarem uma solução que ainda hoje não está fechada e não sabemos qual é a conta”.

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias Ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser