Meteorologia

  • 24 ABRIL 2024
Tempo
23º
MIN 12º MÁX 24º

Rui Rocha diz que só com a IL é possível "mais dinheiro nos bolsos"

Do Campo Pequeno ao Marquês, em Lisboa, o presidente da Iniciativa Liberal, Rui Rocha, socorreu-se de uma "calculadora de IRS" para mostrar aos portugueses que só com políticas liberais é que vão conseguir ter "mais dinheiro nos bolsos".

Rui Rocha diz que só com a IL é possível "mais dinheiro nos bolsos"
Notícias ao Minuto

20:40 - 28/02/24 por Lusa

Política Iniciativa Liberal

Numa arruada de mais de uma hora, sob o mote "Está na hora, Liberal é agora" entoado pelas cerca de cem pessoas que acompanhavam a comitiva, o dirigente liberal mostrou como é possível poupar com a IL socorrendo-se de uma "calculadora de IRS", cruzou-se com quem lhe pediu para mudar o país, com quem lhe prometeu o voto no dia 10 de março e com quem estivesse a fazer um trabalho escolar sobre o partido.

Após uma breve paragem no Saldanha e recorrendo a um `tablet´ com uma "calculadora de IRS", Rui Rocha simulou aquilo que os portugueses poupariam com a aplicação de políticas liberais em Portugal.

A "cobaia" foi Martim Vidigal, 23 anos, consultor e que ganha 1.600 euros brutos mensais, valor que foi introduzido na "calculadora de IRS" e que demonstrou que, com a descida de IRS proposta pela IL, o jovem teria um ganho anual de 1.540 euros.

Ainda segundo os dados da "calculadora de IRS", o imposto que Martim Vidigal teria a pagar com as políticas socialistas seria 237 euros mensais, valor que baixaria para os 127 euros mensais com a IL, demonstrou Rui Rocha.

Em conclusão, o liberal referiu que com a IL o Martim Vidigal pouparia 110 euros por mês.

Perante estes resultados, o consultor ficou convencido da necessidade de descer o IRS, prometendo o voto nos liberais.

"As nossas propostas são diferentes porque querem mudar Portugal, querem que os portugueses tenham melhores salários e mais dinheiro nos bolsos", afirmou o dirigente liberal, acompanhado do ex-líder do partido João Cotrim de Figueiredo.

Cotrim de Figueiredo que numa breve declaração aos jornalistas reforçou que o atual sistema económico já não funciona, daí a necessidade de mudança.

Já quanto às expectativas sobre o desfecho de dia 10 de março, o antigo presidente da IL disse, em tom de brincadeira, que a sua bola de cristal está embaciada.

Antes de chegar ao Marquês, de onde seguiu para uma reunião com uma empresa em Oeiras, Rui Rocha encontrou Enzo Felmen, de 18 anos, a realizar um trabalho escolar sobre a IL.

"Temos de fazer um trabalho sobre um partido político e eu optei pela IL porque concordo com a sua visão de país", contou, enquanto tirava uma `selfie´ com o presidente da IL.

Naquela que será a primeira vez que irá votar, Enzo garantiu que o seu voto será na IL, confidência que deixou Rui Rocha agradado.

Acreditando que o partido vai crescer e conseguir eleger 12 deputados, o presidente da IL encontrou ainda, por acaso, um casal com quem costuma almoçar no restaurante e que lhe deixou também a promessa do voto.

"Já decidiram em quem vão votar?", questionaram os jornalistas, ao que o casal respondeu em uníssono: "Não se vê que temos cara de liberais".

Satisfeito pelo que ouvia, Rui Rocha insistiu na necessidade de mudança de políticas em Portugal, nomeadamente na habitação, saúde, educação e economia.

"A mudança para mudar o país para melhor está aqui, com a IL não há retrocesso, mas sim futuro", concluiu.

Leia Também: Rui Rocha classifica de "intolerável" episódio de que foi alvo Montenegro

Recomendados para si

;
Campo obrigatório