Meteorologia

  • 28 OUTUBRO 2021
Tempo
20º
MIN 13º MÁX 23º

Edição

Líder do PS/Açores diz que a governação regional entrou em "descalabro"

O líder do PS/Açores, Vasco Cordeiro, afirmou que a governação regional, liderada pelo executivo de coligação (PSD, CDS e PPM), com o apoio parlamentar do CH e da IL, entrou em "descalabro" e está a gerar "instabilidade".

Líder do PS/Açores diz que a governação regional entrou em "descalabro"
Notícias ao Minuto

13:30 - 18/07/21 por Lusa

Política Açores

"Só o PS garante um rumo seguro para os Açores", defendeu Vasco Cordeiro durante a apresentação, no sábado, da candidata do PS à Câmara das Lajes do Pico nas eleições autárquicas de 26 de setembro, acrescentando que a necessidade de um rumo seguro torna-se cada vez mais evidente "face àquele que é o descalabro da governação regional".

Numa alusão às divergências internas no Chega, devido à passagem a independente de um dos dois deputados à Assembleia Regional eleitos por aquele partido, o líder dos socialistas açorianos falou do aumento da "instabilidade" governativa na região, que considera existir há vários meses.

"José pode falar com André, mas a instabilidade não aconteceu agora, a instabilidade começou no início desta legislatura e está a tornar-se cada vez mais notória e cada vez mais evidente", insistiu Vasco Cordeiro, numa referência à reunião ocorrida sexta-feira, em Ponta Delgada, entre José Manuel Bolieiro, presidente do executivo açoriano, e André Ventura, líder nacional do Chega.

Para o líder do PS/Açores, os açorianos não podem deixar que a região se transforme numa "barca, em que cada um puxa para seu lado", mas antes olhar para as câmaras municipais e as freguesias como "um porto seguro".

"Nestes tempos tormentosos em que vivemos, devido à pandemia e às suas consequências económicas, cada vez mais temos de olhar para as câmaras municipais e para as freguesias como um porto seguro", frisou Vasco Cordeiro, apelando à mobilização dos açorianos nas eleições autárquicas de 26 de setembro.

O líder dos socialistas açorianos lembrou que a ilha do Pico também está a braços com a "instabilidade" provocada pelo atual executivo de coligação, dando como exemplo obras e projetos estruturais protelados por indecisão do Governo.

"A instabilidade cria-se quando se leva oito meses para dar o passo seguinte no processo de reconstrução do molhe de proteção da Vila das Lajes", ou quando, até hoje, "não se sabe, nem se conhece, o compromisso que a atual governação dos Açores tem com a ampliação do Aeroporto do Pico", afirmou Vasco Cordeiro.

A candidata do PS à presidência da Câmara Municipal das Lajes do Pico, Ana Brum, defendeu, por seu lado, a necessidade de se combater a desertificação do concelho, abrir novos caminhos rurais de apoio à atividade agrícola e reabrir o posto de Saúde da Piedade.

Contabilista de profissão, a cabeça de lista socialista comprometeu-se ainda a reivindicar ao Governo Regional a construção de um novo centro de Saúde para as Lajes do Pico, face ao estado de degradação a que o atual chegou, e criticou o executivo regional por ter extinguido a única Direção de Serviços da ilha.

Leia Também: Socialistas defendem concertação entre Madeira e Açores

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório