Meteorologia

  • 24 JUNHO 2021
Tempo
18º
MIN 16º MÁX 32º

Edição

Moedas acusa Medina de mentir sobre festejos dos adeptos do Sporting

Em causa estão as revelações feitas pelo programa 'Sexta às 9', da RTP. O candidato do PSD considera que Medina deve um pedido de desculpas aos lisboetas.

Moedas acusa Medina de mentir sobre festejos dos adeptos do Sporting

Carlos Moedas acusa Fernando Medina de ter mentido sobre os festejos dos adeptos do Sporting, após a conquista do título na passada terça-feira. Num comunicado enviado às redações, o candidato do PSD recorre às revelações feitas no programa ‘Sexta às 9’, da RTP, que foi para o ar ontem.

O autarca de Lisboa referiu que não conhecia o parecer negativo da PSP, mas o 'Sexta às 9' informou que a polícia enviou um segundo email à presidência da Câmara Municipal de Lisboa que confirma a partilha desse parecer negativo com a autarquia. 

Contactado pela equipa do 'Sexta às 9', o gabinete de Fernando Medina explicou que só deu conta da "existência desse email na tarde do dia 13 de maio", dois dias depois dos festejos. 

Moedas sublinha que o programa confirma “o que mais temíamos”.

“Fernando Medina mentiu sobre os pareceres da PSP e mentiu quanto à possibilidade de poder ter apresentado uma alternativa para que os festejos dos adeptos do Sporting se realizassem em segurança”, afirma o social-democrata. 

O candidato do PSD à Câmara Municipal de Lisboa às autárquicas deste ano assinala que Medina “deve, no mínimo, um pedido de desculpas público a todos os Lisboetas”. “Pelo que deixou acontecer e, não menos, por ter tentado enganar os Lisboetas acerca das responsabilidades que não quis assumir e procurou atirar para outros”, acrescentou. 

Carlos Moedas aponta às próximas eleições, realçando que “felizmente estamos a poucos meses de podermos mudar a Presidência da CML, a poucos meses de podermos virar a página deste exercício diário de irresponsabilidade e incompetência”. 

“São muitos anos a falhar com os Lisboetas”, frisa o candidato do PSD, que diz que vai assumir sempre as suas responsabilidades, “sem opacidade e com transparência total”. “Se errar e tiver de pedir desculpa aos Lisboetas, é o que farei”, conclui. 

Leia Também: "Em Portugal vigora um regime de liberdade de reunião em espaço público"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório