Meteorologia

  • 23 ABRIL 2021
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 20º

Edição

PSD exige explicações de Manuel Machado sobre renúncia de vereador do PS

A Comissão Política Concelhia do PSD de Coimbra exigiu este domingo explicações do presidente da Câmara Municipal, Manuel Machado (PS), sobre a renúncia ao mandato do vereador socialista Jorge Alves.

PSD exige explicações de Manuel Machado sobre renúncia de vereador do PS
Notícias ao Minuto

18:17 - 28/02/21 por Lusa

Política PSD

"Na sequência das notícias e comunicados veiculados, sexta-feira, ao final da tarde, pelos serviços de comunicação da autarquia, o PSD de Coimbra vem repudiar veementemente o silêncio ensurdecedor do presidente da Câmara de Coimbra, que ainda não veio a público explicar a situação", refere o partido em comunicado enviado à agência Lusa.

O PSD sublinha na nota que "segundo relatos da imprensa, Jorge Alves terá alegadamente beneficiado uma empresa detida pelo seu próprio filho e por um sobrinho na adjudicação de serviços informáticos pelos SMTUC [Serviços Municipalizados dos Transportes Urbanos de Coimbra], àquela".

"A confirmar-se, o caso configurará uma dupla ilegalidade (por violação do Regime Jurídico de Incompatibilidades e Impedimentos dos Titulares de Cargos Políticos e Altos Cargos Públicos) na gestão dos Serviços Municipalizados dos Transportes Urbanos de Coimbra, e que envolve diretamente o vereador Jorge Alves, agora demissionário (demitido?)", lê-se.

A concelhia do PSD "exige explicações imediatas e cabais" ao presidente da Câmara Municipal de Coimbra sobre o assunto que considera "demasiadamente grave, para que o Dr. Manuel Machado se esconda atrás de um comunicado que apenas diz aos conimbricenses que os pelouros do vereador irão ser avocados pelo senhor presidente".

"Relembramos que o vereador Jorge Alves detinha pelouros de exigente complexidade e que, em tempos de pandemia, ganharam acrescidas responsabilidades, nomeadamente nas áreas da Educação, Ação Social e Proteção Civil", salienta a concelhia social-democrata.

Jorge Alves pediu a demissão do cargo de vereador na Câmara Municipal de Coimbra, liderada pelo socialista Manuel Machado, obrigando à alteração do executivo municipal, anunciou a autarquia.

O município de Coimbra referiu, em comunicado, que Jorge Alves apresentou na sexta-feira o pedido de renúncia ao mandato, "o qual, atentos os deveres consignados no Estatuto dos Eleitos Locais, foi imediatamente aceite pelo presidente da Câmara Municipal".

Contactado pela Lusa, o presidente da autarquia, Manuel Machado, adiantou que a decisão do vereador se deve a "razões do foro pessoal do próprio" e escusou-se a adiantar pormenores.

A Lusa também tentou este domingocontactar o vereador Jorge Alves, mas sem sucesso.

O executivo da Câmara Municipal de Coimbra, liderado pelo socialista Manuel Machado, é constituído por 11 eleitos.

Cinco elementos são do PS, três foram eleitos no âmbito da coligação PSD/CDS-PP/PPM/MPT (sendo que um passou a independente), dois pelo Movimento Somos Coimbra e um pela CDU (Francisco Queirós, membro da administração dos Serviços Municipalizados de Transportes Urbanos de Coimbra e único vereador não PS com pelouros atribuídos).

Leia Também: Renúncia de vereador deve-se a gestão "incompetente" dos transportes

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório