Meteorologia

  • 09 DEZEMBRO 2019
Tempo
14º
MIN 10º MÁX 17º

Edição

Paulo Rangel reeleito vice-presidente do Partido Popular Europeu

O eurodeputado do PSD Paulo Rangel foi hoje reeleito vice-presidente do Partido Popular Europeu (PPE) no congresso desta formação política, que decorre desde quarta-feira em Zagreb.

Paulo Rangel reeleito vice-presidente do Partido Popular Europeu
Notícias ao Minuto

14:41 - 21/11/19 por Lusa

Política Eurodeputado do PSD

De acordo com uma nota à imprensa, Paulo Rangel foi reeleito com 294 votos para uma das dez vice-presidências do PPE.

"Esta foi a eleição mais difícil que houve no PPE na última década. Doze candidatos com grande qualidade. Concorri com candidatos que ocupam posições nacionais e europeias com muito peso político. Comissários, presidentes de partidos políticos, um antigo presidente do Parlamento Europeu e candidatos apoiados por primeiros-ministros em funções. Eu apresentei-me apenas com o meu trabalho", referiu Rangel.

O também vice-presidente do grupo parlamentar do PPE realçou o "grande orgulho pela confiança depositada pelos 542 delegados ao Congresso do PPE".

"Esta eleição tem ainda mais valor pela dificuldade que apresentava", afirmou.

Paulo Rangel tinha até agora o pelouro da adesão dos partidos que querem pertencer ao Partido Popular Europeu, sendo ao todo 16 os que aderiram à maior família política da União Europeia desde que o eurodeputado do PSD iniciou funções na direção.

A nota de imprensa refere que Paulo Rangel foi também o autor do código de conduta do PPE.

Além do eurodeputado português, foram ainda eleitos outros nove vice-presidentes do PPE, entre os quais os comissários europeus Mariya Gabriel, da Bulgária, Johannes Hahn, da Áustria, o antigo primeiro-ministro da Baixa-Saxónia David McAllister (Alemanha), o antigo presidente do Parlamento Europeu Antonio Tajani (Itália) ou a ministra irlandesa dos Assuntos Europeus, Helen McEntee.

Na quarta-feira, o presidente do Conselho da União Europeia (UE), o polaco Donald Tusk, foi eleito presidente do Partido Popular Europeu, sucedendo no cargo ao francês Joseph Daul.

Com 62 anos, Donald Tusk ocupou nos últimos cinco anos uma posição-chave entre as instituições da UE, a Presidência do Conselho da UE, que deixará a 01 de dezembro, sendo substituído pelo ex-primeiro-ministro belga Charles Michel.

O mandato do presidente do PPE é de três anos e é renovável por tempo indeterminado: essa função foi ocupada durante 23 anos pelo belga Wilfried Martens (1990-2013), que foi sucedido por Joseph Daul.

Desde a sua criação em 1976, o PPE teve cinco presidentes: dois belgas, um holandês, um francês e um luxemburguês.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório