Meteorologia

  • 19 OUTUBRO 2019
Tempo
17º
MIN 14º MÁX 19º

Edição

PSD com resultado "muitísimo bom" na Madeira

O presidente do PSD, Rui Rio, considerou hoje que o resultado do partido na Madeira, uma vitória sem maioria absoluta, "é muitíssimo bom" e que "há todas as condições" para formar Governo com o CDS-PP.

PSD com resultado "muitísimo bom" na Madeira
Notícias ao Minuto

23:33 - 22/09/19 por Lusa

Política Rui Rio

"Naturalmente, respeitamos sempre a autonomia do PSD/Madeira, mas aquilo que são as informações que tenho, é que há todas as condições para que se forme um Governo de maioria através de negociações com o CDS", afirmou Rui Rio, em conferência de imprensa na sede nacional do PSD, em Lisboa.

PSD venceu hoje as eleições legislativas regionais da Madeira, com 39,42% dos votos, mas perdeu, pela primeira vez, a maioria absoluta, elegendo 21 dos 47 deputados.

Rio deu os parabéns ao atual líder do PSD-Madeira, Miguel Albuquerque, que considerou "o principal rosto desta vitória", mas também ao anterior, Alberto João Jardim, pelo "legado extraordinário" que deixou na Região Autónoma e pela "ajuda" que deu na campanha.

Questionado sobre a perda da maioria absoluta, Rio contrapôs que "43 anos de vitórias é uma marca dificílima de igualar".

"A principal mensagem dos madeirenses ao PSD é de contentamento relativamente ao trabalho de anos e anos. Não podemos esperar que, ao fim de quase meio século, o PSD tivesse sistematicamente maiorias absolutas. O resultado é muitíssimo bom", defendeu.

O presidente do PSD atribuiu os resultados de hoje na Madeira a uma concentração de "voto útil" no PS, que resultou "no desaparecimento do BE e numa brutal queda do PCP", sem significar a vitória dos socialistas.

"Aquilo que foi a intenção das pessoas que não votaram no seu partido -- neste caso, o PCP ou o BE - e votaram no PS, perderam, como se costuma dizer, pau e bola", considerou.

Questionado sobre as consequências deste resultado nas legislativas de 06 de outubro, Rio salientou que "cada eleição é uma eleição", mas admitiu que é melhor que o PSD tenha vencido.

"É evidente que é sempre preferível ganhar do que não ganhar, isto moraliza sempre, agora cada eleição é uma eleição", afirmou, acrescentando que "seria cínico dizer que esta influenciava muito" e as europeias "não influenciavam nada", numa alusão à derrota do PSD em maio com menos de 22%, o pior resultado de sempre.

Ainda assim, Rui Rio considerou que "é melhor" enfrentar a campanha para as legislativas com uma vitória na Madeira, frisando que "nenhum presidente do PSD quer ser aquele que um dia vai estar à frente do partido quando, inevitavelmente, perder as eleições na Madeira",

"Ouvi muito recentemente o presidente do PS, Carlos César, a dizer que já lhe cheirava a vitória do PS na Madeira. Espero que, neste momento, relativamente a 06 de outubro já lhe esteja a cheirar à mesma coisa", ironizou.

O líder social-democrata saudou ainda a diminuição da abstenção nas eleições regionais da Madeira e todos os deputados eleitos para a Assembleia Legislativa Regional.

De acordo com informação disponibilizada pela Secretaria-Geral do Ministério da Administração Interna, o PS obteve 35,76% e elegeu 19 deputados.

CDS-PP, com 5,76% dos votos e três deputados, foi a terceira força política mais votada, seguido pelo JPP, com 5,47% e também três parlamentares.

CDU conquista um lugar, depois de alcançar 1,80% dos votos.

Mais nenhum partido conseguiu eleger deputados para a Assembleia Legislativa da Madeira, que tem um total de 47.

A abstenção foi de 44,49%.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório