Meteorologia

  • 20 JANEIRO 2018
Tempo
MIN 4º MÁX 9º

Edição

SNPL junta-se ao apelo à luta dos professores

O Sindicato Nacional dos Professores Licenciados (SNPL) juntou-se hoje ao apelo à luta contra as propostas do Governo para progressão e reposicionamento na carreira, por as considerar uma imposição inadmissível e inaceitável da tutela num "diálogo de surdos".

SNPL junta-se ao apelo à luta dos professores
Notícias ao Minuto

19:07 - 12/01/18 por Lusa

País Professores Licencia

O Sindicato Nacional dos Professores Licenciados (SNPL) juntou-se hoje ao apelo à luta contra as propostas do Governo para progressão e reposicionamento na carreira, por as considerar uma imposição inadmissível e inaceitável da tutela num "diálogo de surdos".

"Neste momento, conclui-se que as negociações encetadas e quase concluídas foram uma farsa para mascarar o propósito de em tudo prejudicar os professores, dificultar a progressão nos escalões, impedindo-os de aceder ao topo da carreira, numa atitude pouco esclarecedora e claramente prepotente. Face a estas medidas discriminatórias e ofensivas, resta à classe docente tomar uma posição firme e de recusa perante a perda de tempo de serviço. O SNPL está a considerar todas as formas de luta possíveis, para que esta injustiça não se efetive", lê-se num comunicado desta estrutura sindical, hoje divulgado.

À semelhança de outros sindicatos de professores que já se reuniram com o Governo para negociar matérias como o reposicionamento na carreira dos docentes retidos no 1.º escalão e que entraram nos quadros depois de 2011, o SNPL recusa os termos da proposta do Ministério da Educação (ME), e apela à luta dos professores.

O sindicato diz que a reunião com o Governo apenas aconteceu "por obrigação constitucional" de ouvir estas estruturas e acusa a equipa do ME de não ter negociado, mas sim imposto uma legislação em conversações classificadas como "um diálogo de surdos".

Segundo o SNPL, que recusou a proposta que considera inadmissível e inaceitável, as contrapropostas sindicais "foram desconsideradas" pelo ME, que mantém uma "posição economicista.

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório