Ministro da Educação "desrespeitou compromisso assumido"

Em causa está a revisão do regime legal de concursos dos professores.

© Global Imagens
País FENPROF

A FENPROF acusa o Ministério da Educação de ter desrespeitado um compromisso assumido relativamente à revisão do regime legal de concursos dos professores.

PUB

Segundo a Federação, o ministro e a secretária-geral da Educação tinham garantido que em outubro dariam inicio ao processo negocial de revisão do regime. Porém, adiaram para 30 de novembro o início daquele processo negocial.

 “Constitui um lamentável desrespeito pelo compromisso assumido, em nada contribuindo para a existência de um clima de confiança pleno, indispensável entre partes envolvidas em negociação”, escreve a federação em comunicado, fazendo saber que de forma a minimizar o atraso, ainda tentou que “ainda antes de 30 de novembro, se realizasse reunião ou reuniões preparatórias, em que se pudessem identificar zonas de consenso e apresentar alternativas para aspetos que se revelassem divergentes”.

“Essa reunião, porém, não foi aceite pelos responsáveis do ME”, atira de forma critica.

A FENPROF reforça a necessidade da revisão do regime de concursos de professores, alegando que “entende que o concurso de âmbito nacional assente numa lista única de candidatos organizada em função da sua graduação é o que melhor salvaguarda os princípios de objetividade".

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS