Meteorologia

  • 17 ABRIL 2024
Tempo
25º
MIN 14º MÁX 28º

Menina de 10 anos com marcas no corpo diz ter sido chicoteada pela mãe

Caso ocorreu esta terça-feira, em Lisboa.

Menina de 10 anos com marcas no corpo diz ter sido chicoteada pela mãe
Notícias ao Minuto

11:19 - 22/02/24 por Marta Amorim

País PSP

A Polícia de Segurança Pública foi chamada, esta terça-feira, pelo Colégio D. Nuno Álvares Pereira da Casa Pia de Lisboa (CPL), depois de uma menina de 10 anos com hematomas no corpo dizer ter sido chicoteada pela mãe. 

Segundo revela a Polícia de Segurança Pública (PSP) ao Notícias ao Minuto, o alerta foi dado pelas 14h10 de terça-feira. À chegada, as autoridades depararam-se com uma menina "de 10 anos com marcas visíveis mas mãos e braços, queixando-se de dores por todo o corpo".

A menina "alegou que teria sido chicoteada pela mãe em casa", afirma a mesma fonte, que acrescenta que a criança foi levada para o hospital pelos Bombeiros de Campo de Ourique. 

Tiago Nobre, comandante dos Bombeiros de Campo de Ourique em regime de substituição, confirma o transporte e frisa o estado de "ansiedade" em que a criança se encontrava. 

Os bombeiros destacados para o transporte relataram que a criança estava "pouco recetiva ao toque", pelo que a equipa optou por não avaliar o resto do corpo, ficando-se pelas marcas visíveis. "Eram hematomas e edemas nos membros superiores e na cara. Muito visíveis", afirma.

Na escola estava ainda um irmão da menor, de 15 anos, aluno no mesmo colégio, que, avança a mesma fonte, estaria já sinalizado por comportamentos problemáticos. 

Foi acionada também a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens para o colégio. Em resposta ao Notícias ao Minuto, a Casa Pia de Lisboa informa apenas que, "no âmbito das suas atribuições, comunicou às autoridades competentes a informação disponível sobre a referida situação".

[Notícia atualizada às 07h04 de dia 23 com a resposta da Casa Pia]

Leia Também: Escola diz que sodomização de aluno teve origem numa "brincadeira"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório