Meteorologia

  • 23 OUTUBRO 2021
Tempo
25º
MIN 13º MÁX 25º

Edição

AO MINUTO: Desconfinar é ainda tema prematuro; EUA superam 500 mil mortes

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19 em Portugal e no Mundo.

AO MINUTO: Desconfinar é ainda tema prematuro; EUA superam 500 mil mortes

A pandemia de coronavírus prossegue a evolução positiva e gradual que tem registado recentemente. Os dados divulgados esta segunda-feira pela Direção-Geral da Saúde (DGS) deram conta de 549 novos casos de Covid-19 e mais 61 mortes. Em termos de casos diários, este foi o valor mais baixo desde o dia 6 de outubro do ano passado, isto apesar de ser segunda-feira, um dia com um reporte habitualmente mais baixo no número de casos. Também o número de óbitos foi o mais baixo desde 28 de dezembro.

Portugal totaliza agora 798.074 contágios e 16.023 vítimas mortais. O total de recuperados é de 701.409 mil. Os casos ativos continuam a diminuir e são agora 80.642 mil.

No que aos internamentos diz respeito, verificou-se uma ligeira subida em enfermaria, mas mantém-se a tendência de descida nas unidades de cuidados intensivos (menos 11 doentes).

Pode consultar nestes mapas interativos a evolução da pandemia de coronavírus em Portugal e no mundo.

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19 em Portugal e no Mundo.

00h01 -Suspendemos aqui o registo de hoje. O acompanhamento será retomado na manhã de terça-feira. Já sabe, consulte a informação no site da DGS e acompanhe sempre as comunicações das autoridades competentes. Caso tenha sintomas ligue para estes números:

SNS24 de Portugal Continental: 808 24 24 24

SNS24 da Madeira: 800 24 24 20

SNS24 dos Açores: 808 24 60 24

23h59 - Habitantes de quatro freguesias de Vila Nova de Gaia foram convocados para a vacinação contra a covid-19 na Lomba, Gondomar, uma situação que gerou contestação nas redes sociais e que a Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-N) admite mudar.

23h27 - As consequências trágicas da pandemia de coronavírus continuam a abater-se nos Estados Unidos. De acordo com os dados compilados pela Universidade Johns Hopkins, os Estados Unidos superaram esta segunda-feira os 500 mil mortos causados pela Covid-19.

Os Estados Unidos têm cerca do dobro das vítimas do segundo país do mundo com mais óbitos devido à Covid-19: o Brasil, com 247 mil mortos, e que este semana deve chegar aos 250 mil.

22h48 -O Ministério da Saúde brasileiro divulgou o boletim epidemiológico desta segunda-feira, que deu conta de 26.986 novas infeções por coronavírus e mais 639 óbitos nas últimas 24 horas. O Brasil acumula 10.195.160 casos confirmados e 247.143 mortos. O número de recuperados ascende a 9.139.215.

21h52 - À saída da 16.ª reunião com os epidemiologistas na sede do Infarmed, os partidos comentaram o que escutaram, destacando que apesar dos resultados das últimas semanas, o desconfinamento não será para já uma realidade, ao contrário do que alguns defendem.

21h11 - O secretário de Estado Adjunto e da Saúde, António Lacerda Sales, reconheceu que "este confinamento está a produzir resultados e os portugueses estão a perceber isso", vincando, aliás, que "estamos a ter, também um confinamento com esperança"

Ainda assim, esclareceu, "esta é a altura ainda de falarmos em confinamento", sendo "muito prematuro estarmos a falar em desconfinamento". "Isso é uma matéria que é planeada, nós não navegamos à vista. Planeamos o que fazemos e, de 15 em 15 dias, vamos tomando decisões", disse Lacerda Sales.

20h35 - António Costa reagiu através do Twitter à reunião desta segunda-feira no Infarmed.

"Assistimos a uma tendência positiva de descida da Covid-19 em Portugal. No entanto, o nível de incidência é ainda muito elevado, nomeadamente na utilização de serviços de saúde", frisou o primeiro-ministro.

António Costa enfatizou ainda a preocupação com as novas variantes.

20h23 - O Instituto da Segurança Social (ISS) anunciou hoje que vai pagar a 61 mil empresas, na quarta-feira, os apoios relativos ao 'lay-off' e ao apoio à retoma progressiva, num valor global de 135 milhões de euros.

20h05 - O número de pessoas que disse sair de casa sem ser para ir trabalhar caiu para metade desde 11 de dezembro, assim como o convívio com um grupo até 10 pessoas, que desceu de 20% para 1,7%, foi hoje divulgado.

20h03 - O Pessoas-Animais-Natureza (PAN) pediu hoje ao Governo que planeie o desconfinamento de forma "eficaz e eficiente", advogando que essa é uma condição para Portugal sair "de forma bem sucedida" da crise sanitária derivada da Covid-19.

19h53 - O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, vai ordenar que as bandeiras dos edifícios federais fiquem a meia haste, para assinalar a iminente ultrapassagem de 500.000 mortes com a Covid-19 no país, anunciou a Casa Branca.

"O presidente Biden vai ordenar que todas as bandeiras em propriedades federais fiquem a meia haste nos próximos cinco dias", anunciou a porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki, durante a conferência de imprensa diária.

19h45 - O secretário-geral adjunto do PS, José Luís Carneiro, considerou hoje que o confinamento geral obrigatório está a ter resultados e, por isso, deve continuar para que "não se deite por terra" todo o esforço feito até agora.

"Os números que hoje foram conhecidos na reunião do Infarmed são muito animadores, pela primeira desde o início da pandemia que temos o número de contágios, denominado Rt, mais baixo de sempre, situando-se nos 0,66, o que demonstra que o esforço que está a ser feito pelos portugueses tem tido resultados", afirmou numa declaração aos jornalistas.

19h19 - A Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou hoje a criação de um programa que permite indemnizar pessoas vacinadas contra a Covid-19 que tenham reações adversas graves, evitando que recorram a tribunais, um meio moroso e caro.

19h18 - A proibição de viagens ao estrangeiro e restrições à entrada no Reino Unido devido à Covid-19 vão continuar pelo menos até 17 de maio, enquanto o governo britânico avalia medidas como a introdução de um certificado de vacinação.

19h16 - O continente africano regista 3.830.631 casos de infeção pelo novo coronavírus, incluindo 101.350 mortos, mais 11.055 pacientes e 357 vítimas mortais que na manhã de domingo, segundo os dados oficiais mais recentes da pandemia na região.

19h15 - As medidas de confinamento travaram o crescimento exponencial em Portugal da variante do vírus SARS-CoV-2 identificada no Reino Unido, disse hoje o investigador João Paulo Gomes, do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (INSA).

19h13 - A Iniciativa Liberal criticou hoje o Governo pela ausência de preparação do desconfinamento e de um plano para abrir as escolas, condenando que tenha havido menos testes à Covid-19 apesar da estratégia ser reforçar o rastreamento.

19h10 - O epidemiologista Henrique Barros defendeu hoje que a dinâmica da infeção por SARS-CoV-2 embora seja heterogénea, apresenta momentos de grande coincidência no tempo em diferentes regiões.

19h08 - O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, defendeu hoje que é preciso combater a pandemia de Covid-19 "mantendo os direitos humanos no centro das ações".

Santos Silva argumentou que a pandemia está a "agravar desigualdades e a criar desafios incalculáveis", mas que umas e outros precisam de um esforço coordenado de luta que não pode colocar de lado o respeito pelos direitos essenciais.

19h07 - A Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) remeteu hoje para março orientações sobre o regresso das celebrações presenciais, manifestando o desejo de que a pandemia de Covid-19 continue a evoluir favoravelmente.

19h05 - A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, destacou hoje as "semanas difíceis" que Portugal tem tido devido à Covid-19, tal como outros países, notando que a União Europeia (UE) ainda não está "onde gostaria de estar".

18h59 - Portugal desceu na última semana 21 posições na lista de países e territórios em pior situação na média de novos casos diários de contágio pelo novo coronavírus por milhão de habitantes, passando para 41.º, segundo o site ourworldindata.

18h57 - As autoridades de saúde francesas referiram esta segunda-feira que foram detetados 4.646 novos casos de contaminação por coronavírus e morreram mais 333 pessoas devido à Covid-19. França totaliza 3.609.827 casos positivos e 84.613 vítimas mortais. 250 mil pessoas recuperaram da doença.

18h30 - O vice-almirante Gouveia e Melo, coordenador da 'task force' de vacinação contra a Covid-19, antecipou hoje um possível aumento do ritmo de inoculações para 100 mil por dia e sublinhou que a imunidade de grupo pode ser alcançada em agosto.

"Há uma expectativa mais positiva relativamente ao segundo trimestre e muito mais positiva relativamente ao terceiro e quarto trimestres. Se estas expectativas de disponibilidades de vacinas se mantiverem e materializarem num futuro próximo, o período em que se pode atingir a imunidade de grupo - 70% - pode eventualmente reduzir-se relativamente ao fim do verão para passar para meados do verão, em volta de meados ou início de agosto", afirmou.

18h28 - Marta Temido disse ainda numa declaração pós-reunião no Infarmed que Portugal tem nesta altura o valor do 'R' mais baixo da Europa. Encontra-se abaixo de 1 em todo o país.

18h26 - A ministra da Saúde falou aos jornalistas no final da reunião no Infarmed. Marta Temido foi questionada sobre o desconfinamento e respondeu que "temos de fazer das circunstâncias em que vivemos uma apreciação muito cautelosa".

"Não podemos pretender passar de um extremo ao outro num tempo que é curto face ao controlo desta pandemia", vincou a governante.

"Neste momento estamos a refletir sobre os momentos em que devemos começar a pensar medidas de desconfinamento e onde vamos começar a aplicá-las", assinalou Marta Temido, admitindo que esse processo poderá começar pelas escolas. "É coerente que se pense que é pelas atividades escolares que se comece [o desconfinamento]", indicou a ministra.

18h14 - A deputada do Partido Os Verdes, Mariana Silva, falou no Parlamento após a reunião no Infarmed de hoje. "A generalidade das pessoas cumpriu o confinamento e isso permitiu os resultados positivos que tivemos", referiu Mariana Silva, abordando depois o desconfinamento.

"Temos de conseguir fazer um desconfinamento com calma", destacou.

17h56 - O Ministério da Saúde espanhol revelou esta segunda-feira que foram identificados 20.849 novos casos de infeção e morreram 535 pessoas desde sexta-feira. No total, Espanha contabiliza 3.153.971 casos de contágio e 67.636 óbitos.

A incidência de transmissão do coronavírus em Espanha fixou-se em 252 mil casos por cada 100 mil habitantes.

17h53 -A proteção civil italiana anunciou esta segunda-feira que foram diagnosticados 9.630 contágios por coronavírus e morreram 274 pessoas em 24 horas. Em termos acumulados, Itália soma nesta altura 2.818.863 casos confirmados e 95.992 vítimas mortais.

O total de recuperados subiu para 2.334.968.

17h51 - O Reino Unido registou 178 mortes e 10.641 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, de acordo com dados publicados hoje pelo governo britânico. No total, morreram no Reino Unido 120.757 pessoas entre 4.126.150 casos de contágio confirmados desde o início da pandemia Covid-19.

17h10 - Após ter ouvido as declarações dos especialistas esta tarde sobre a evolução da pandemia no país, Marcelo Rebelo de Sousa quis deixar quatro notas sobre as informações partilhadas, esta tarde, a partir do Infarmed.

Numa dessas notas, o Chefe do Estado salientou a "coerência entre as análises quantitativas e as qualitativas" apresentadas no encontro que, ao lado do que é a "perceção social" desta "fase crítica que vivemos", nos dá "um retrato que é totalmente coerente" sobre o contexto pandémico no país.

17h02 - O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, vai ouvir os nove partidos com assento parlamentar, por videoconferência, entre terça e quarta-feira sobre a renovação do Estado de Emergência.

De acordo com uma nota da Presidência da República enviada à comunicação social, as audiências acontecerão, uma vez mais, por ordem crescente de representação parlamentar, com Iniciativa Liberal, Chega, PEV, PAN, CDS-PP e PCP ouvidos na terça-feira, a partir das 14h30.

BE, PSD e PS serão ouvidos a partir das 15h00 quarta-feira pelo chefe de Estado, que estará no Palácio de Belém.

16h59 - Boris Johnson apresentou esta segunda-feira na Câmara dos Comuns um plano faseado de desconfinamento de quatro etapas em Inglaterra, que será marcado pela abertura gradual do comércio não-essencial e pelo alívio das medidas restritivas que estão atualmente em vigor no país.

O primeiro-ministro britânico afirmou que este plano vai “guiar-nos de forma cautelosa, mas irreversível, para reclamarmos as nossas liberdades”.

As escolas reabrem a 8 de março. As lojas, os cabeleireiros e os ginásios vão reabrir em abril. Um mês depois será a vez dos pubs, restaurantes, hotéis e cinemas

16h51 - A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, defendeu hoje que o desconfinamento, tal como o confinamento, deve ser preparado e precisa de ter regras e cuidados.

Na sua opinião, demorou-se muito tempo a generalizar os testes de deteção à Covid-19 e, mesmo agora em que houve uma generalização e alargamento de critérios para a sua realização, os mesmos ainda não estão a ser feitos.

16h20 -O Governo informou, esta segunda-feira, que, até ao dia de hoje, já foram administradas 680.257 vacinas contra a Covid-19 em Portugal. Numa nota divulgada pelo Executivo, é ainda detalhado que 432.414 pessoas no país já receberam a primeira dose da vacina e que 247.843 receberam as duas doses.

15h48 - Apesar da evolução positiva da pandemia em Portugal, foi salientado que algumas regiões continuam a registar "incidências altas". O caso mais flagrante é o da região de Lisboa e Vale do Tejo.

"A região de Lisboa e Vale do Tejo continua, no entanto, e em comparação, a ser a região do país com a incidência mais elevada", esclareceu André Peralta Santos, acrescentando que, nesta zona do país, a mortalidade também é superior à média nacional, "como seria de esperar", tendo em conta a elevada incidência do novo coronavírus nesta região.

15h41 - Nesta altura está a decorrer a 16.ª reunião sobre a situação epidemiológica da Covid-19 em Portugal, que decorre em videoconferência a partir do Infarmed. Como habitual, nesta reunião participam especialistas, o Presidente da República, o primeiro-ministro, a ministra da Saúde, o coordenador da 'task force' do plano de vacinação e os líderes partidários.

André Peralta Santos, perito da Direção-Geral da Saúde (DGS) destacou a "descida muito significativa e expressiva no número de novos casos, e estamos, ao dia 20 [de fevereiro], com uma incidência de 322 casos por 100 mil habitantes, e ainda com uma variação semanal de descida bastante acentuada".

Foi referido que as previsões atuais apontam para que na terceira semana de março o número de doentes em Portugal baixe para 245.

Pode acompanhar aqui a reunião no Infarmed.

Leia Também: AO MINUTO: Portugal com número de novos casos mais baixo desde outubro

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório