Meteorologia

  • 28 FEVEREIRO 2021
Tempo
12º
MIN 9º MÁX 20º

Edição

"Um retrato coerente": As 4 notas de Marcelo sobre reunião no Infarmed

O Presidente da República, o primeiro-ministro e os líderes partidários estão com diversos especialistas e com o coordenador da task force do plano de vacinação para uma nova avaliação da pandemia em Portugal.

"Um retrato coerente": As 4 notas de Marcelo sobre reunião no Infarmed

Após ter ouvido as declarações dos especialistas esta tarde sobre a evolução da pandemia no país, Marcelo Rebelo de Sousa quis deixar quatro notas sobre as informações partilhadas, esta tarde, a partir do Infarmed, em Lisboa.

Em primeiro lugar, o Presidente da República agradeceu "as intervenções de hoje" e fez questão de salientar que, por vezes, não se tem "a noção de que por trás dos oradores" encontram-se "dezenas de especialistas a preparar as suas intervenções", saudando, assim, o trabalho e o contributo destes "cerca de 30" peritos de diferentes instituições.

Numa segunda nota, o Chefe do Estado salientou a "coerência entre as análises quantitativas e as qualitativas" apresentadas no encontro que, ao lado do que é a "perceção social" desta "fase crítica que vivemos", nos dá "um retrato que é totalmente coerente" sobre o contexto pandémico no país.

"Os portugueses têm uma perceção que largamente corresponde à evolução dos factos e, por isso, há aqui uma convergência das análises mais quantitativas com as mais qualitativas", acrescentou, em videochamada a partir de Belém.

Já a terceira nota do Presidente da República prendeu-se com a "convergência entre vários oradores", em particular, no que diz respeito "a dois critérios relevantes ao avaliar-se a evolução da pandemia e a tomada de medidas", designadamente, o número de casos, ou incidência", e "o numero de internamentos".

"Vários oradores sublinharam essa convergência", reiterou, considerando esta uma questão essencial para determinar o combate à pandemia "no futuro próximo e no futuro imediatamente consequente".

Por fim, numa quarta mensagem, Marcelo Rebelo de Sousa destacou "como foi muito esclarecedora" a intervenção do vice-almirante Henrique Gouveia e Melo, coordenador da task force do plano de vacinação contra a Covid-19, "quer quanto aos critérios apresentados nesta fase da vacinação, quer quanto à expectativa particularmente importante quanto ao segundo trimestre de 2021".

"São quatro notas que me parecem importantes. A primeira, porque de algum modo responde a uma preocupação legitima que é a do aconselhamento cientifico ao longo do processo da pandemia (...). A segunda, sublinhando a importância da perceção social e dos estudos qualitativos, completando a visão e a descrição do fenómeno em termos quantitativos. A terceira, apontando a importância, não apenas do numero de casos, mas da incidência no internamento. E a quarta, pela janela de esperança que de algum modo permitiu a compreensão dos critérios de vacinação agora e, sobretudo, num segundo trimestre com um fornecimento de vacinas que permita não só um aumento significativo em termos quantitativos da vacinação mas também de um modelo que seja compatível com essa elevação", resumiu.

O Presidente da República, o primeiro-ministro e os líderes partidários estiveram reunidos, esta segunda-feira, com diversos especialistas e com o coordenador da task force do plano de vacinação para uma nova avaliação da pandemia da Covid-19 em Portugal.

A 16.ª reunião sobre a 'situação epidemiológica da covid-19 em Portugal', teve início por volta das 14h30 e decorreu a partir das instalações do Infarmed, em Lisboa, por videoconferência.

Leia Também: Há "uma descida muito significativa e expressiva" nos novos casos

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório