Meteorologia

  • 16 MAIO 2021
Tempo
17º
MIN 16º MÁX 25º

Edição

AO MINUTO: Recorde de óbitos em Portugal mas também de recuperados

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19 em Portugal e no Mundo.

AO MINUTO:  Recorde de óbitos em Portugal mas também de recuperados

Portugal, que é agora o país do mundo com mais novos contágios por milhão de habitantes, registou esta terça-feira o dia com mais mortes por Covid-19 (218) desde o início da pandemia. É a primeira vez que o país regista mais de duas centenas de óbitos. A pressão sobre os serviços de saúde continua a aumentar. O recorde semanal de chamadas atendidas no SNS24 foi ultrapassado na última semana num aumento da procura para mais do dobro face à última semana de 2020.

Perante o agravamento da situação pandémica, o Governo decidiu endurecer as medidas apenas três dias depois do arranque do confinamento geral. Vendas ao postigo passam a ser proibidas, a circulação entre concelhos aos fins de semana também. Adicionalmente, todos os estabelecimentos passarão a encerrar às 20 horas durante a semana e às 13 horas ao fim de semana (exceção aqui feita aos supermercados que podem funcionar até às 17 horas ao sábado e ao domingo). Recorde todas as regras aqui.

Consulte os mapas da evolução da pandemia do novo coronavírus em Portugal e no Mundo.

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19:

16h00- Boa tarde! Este registo chegou ao fim, mas o acompanhamento AO MINUTO prossegue aqui. Fique a par de todas as notícias sobre a pandemia no país e no mundo.

15h45 - "Se a estirpe inglesa se tornar dominante, fecharei as escolas", assegurou o primeiro-ministro esta terça-feira no Parlamento.

15h15 - Respondendo ao deputado do PSD, Adão Silva, no Parlamento, sobre como é que o país chegou a esta situação de catástrofe depois do 'milagre' de março, António Costa afirmou que "vivemos, seguramente, dos momentos mais tristes, de maior dor e de maior sofrimento", um sentimento partilhado por todos os portugueses.

"A solidariedade que devemos para com cada uma das famílias enlutadas, para cada um dos doentes infetados, para com aqueles que estão isolados profilaticamente, é aquilo que nos deve impelir a todos a encontrar as melhores respostas para enfrentar esta pandemia", afirmou.

O primeiro-ministro recordou que a pandemia tem tido várias fases nos vários países e que, quando se falou no "milagre português", "sempre disse é que era preciso ter a serenidade de prever o que iria acontecer a seguir". "Porque esta pandemia não tinha vindo para 15 dias, para 3 meses. Era mesmo uma maratona. uma maratona muito dura". Esta maratona "vai exigir sempre que simultaneamente trabalhemos em duas dimensões fundamentais", disse, referindo-se ao reforço da capacidade de resposta do SNS. António Costa voltou a vincar que "depende de cada um de nós" evitar o contágio e, assim, travar a pandemia. "Os portugueses foram extraordinários em março", realçou Costa, deixando uma "palavra de louvor" aos cidadãos. Apesar do cansaço e das fragilidades causadas pela pandemia, "tenho a certeza que de novo se vão mobilizar para travar esta 3.ª vaga". "E é nesse objetivo que o Governo está focado", rematou.

14h50 - O boletim da DGS desta terça-feira dá conta de um novo recorde diário de mortes: 218. É a primeira vez que o país regista mais de duas centenas de óbitos por Covid-19. Nas últimas 24 horas, 10.455 testaram positivo ao SARS-CoV-2. Por outro lado, mais de 10 mil recuperaram da doença.

O relatório desta segunda-feira dá conta de um recorde de recuperados: 10.282, fazendo com que o número de casos ativos da doença desça, ainda que pouco, depois de um longo período a aumentar. Há no país 135.841 pessoas com Covid-19 neste momento.

O número de internados continua, no entanto, a subir. No último dia, foram hospitalizados maios 127 doentes. Neste momento estão internadas 5.291 pessoas, das quais 670 em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI), mais seis do que ontem.

14h38 - Testes rápidos nas escolas com ensino secundário de concelhos de risco extremamente elevado arrancam quarta-feira, anuncia o Governo em comunicado.

14h18 - A China defendeu hoje a sua gestão da pandemia da covid-19, embora admitindo que devia "esforçar-se para fazer melhor", após as críticas de uma comissão independente mandatada pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

14h15 - O quadro geral de medidas de combate à Covid-19, incluindo a abertura das escolas, vai ser ponderado na próxima semana, em nova reunião com especialistas e audiências aos partidos na terça-feira, anunciou hoje o Presidente da República.

14h00 - O presidente do CDS-PP antecipou que Portugal vai registar mais de duas centenas de mortes por Covid-19, um novo máximo diário, e criticou as novas medidas anunciadas pelo Governo na segunda-feira.

13h50 - Disponibilizada declaração de exclusão de responsabilidade a enfermeiros. A Ordem dos Enfermeiros (OE) disponibilizou uma "declaração de exclusão de responsabilidade" a todos os enfermeiros para acautelar eventuais ações disciplinares, civis ou mesmo criminais dos doentes a seu cargo.

13h41 - As unidades de Cuidados Intensivos (UCI) dos hospitais José Joaquim Fernandes, de Beja, e do Espírito Santo de Évora (HESE) encontram-se hoje com ocupação plena, revelaram à Lusa fontes daquelas unidades de Saúde do Alentejo.

13h37 - Um surto de Covid-19 no Lar Rainha Isabel da Misericórdia de Alcácer do Sal, em Setúbal, já provocou a morte a quatro idosos, estando 34 residentes e 17 funcionários infetados.

13h30 - Marcelo promulgou decreto do Governo que 'aperta' medidas. O Presidente da República assinou, esta terça-feira, o decreto do Governo de António Costa que 'aperta' as medidas em vigor no Estado de Emergência. "Sendo certo que já dentro de uma semana, em sessão por ele sugerida, haverá nova reflexão com os especialistas acerca de outras temáticas, como as respeitantes ao ano letivo em curso, e beneficiando já de mais dados sanitários, o Presidente da República assinou o decreto do Governo que que altera a regulamentação do estado de emergência", pode ler-se na mensagem publicada no site da Presidência.

13h19 - As câmaras, como a de Lisboa, tiveram dificuldades em formar as mesas de voto para as presidenciais de domingo, devido ao receio da epidemia de Covid-19, disseram hoje à Lusa fontes autárquicas e partidárias.

13h07 - Enfermarias e cuidados intensivos do Centro com lotação acima dos 90%. Segundo a Administração Regional de Saúde do Centro, as enfermarias dos hospitais da região estão com uma taxa de ocupação de 93%, idêntica a segunda-feira, e as unidades de cuidados intensivos passaram de 89 para 91%.

13h04 - Os Açores detetaram nas últimas 24 horas 33 novos casos de Covid-19, sendo 30 em São Miguel e três na Terceira, e 183 doentes recuperaram da doença, informou hoje a Autoridade de Saúde Regional.

12h52 - Balanço global: A pandemia do novo coronavírus matou pelo menos 2.041.289 pessoas no mundo desde dezembro de 2019, segundo um levantamento realizado hoje pela agência de notícias AFP de fontes oficiais às 11h00.

12h40 - Administradores hospitalares dizem que "hora é grave" e que tutela tem de liderar resposta. A Associação Portuguesa dos Administradores Hospitalares (APAH) considerou hoje que "a hora é grave" e que compete ao Ministério da Saúde liderar a resposta à crise, garantir tranquilidade à população e coordenação e ativação de meios no terreno.

12h40 - A Sociedade de Emergência Pré-Hospitalar quer que sejam definidos critérios para não transportar doentes para as urgências, quando não se justifique, e relata pelo menos três casos de doentes que morreram nas filas de ambulâncias junto aos hospitais.

12h35 - "É irritante para as pessoas que cumprem terem de pagar pelos erros". Virologista Paulo Paixão referiu na SIC Notícias que "daria todo o apoio" se, perante esta "situação absolutamente excecional", o Governo decidisse encerrar as escolas por um pequeno período de tempo.

12h20- Presidenciais: Fechar escolas pode ser "inevitável" e "só calamidade" suspende campanha. A candidata presidencial Ana Gomes afirmou que poderá ser indispensável encerrar as escolas por os hospitais estarem "no limite" e só admitiu suspender a campanha em caso de "total calamidade" por determinação do Governo.

12h10 - Surto no Benfica: Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, está infetado com o novo coronavírus , encontrando-se assintomático. O líder dos encarnados está assim entre os 17 infetados no clube.

11h40 - Sobre casos de Covid-19 em equipas de futebol (nomeadamente no Benfica que revelou ter 17 infetados), a Direção-Geral de Saúde (DGS) esclarece: "A Autoridade de Saúde territorialmente competente, avaliadas as circunstâncias e o risco, decide sobre os jogadores que ficam isolamento, por motivo de doença, e sobre os jogadores que ficam em isolamento profilático, por serem considerados contactos de risco. A decisão quanto ao restante plantel é da responsabilidade dos clubes desportivos".

Ou seja, a decisão de realizar ou não jogos compete aos clubes e não à DGS. Cabe agora à Liga decidir se o Benfica tem ou não condições de se apresentar em campo, começando desde já pelo jogo de amanhã, quarta-feira, diante do Sporting de Braga, para a segunda meia-final da Taça da Liga.

Recorde-se que o clube solicitou, nesta terça-feira, à Direção-Geral de Saúde não comparecer em competição nos próximos 14 dias "na defesa da saúde pública e da integridade física dos atletas envolvidos".

11h15 - Os únicos dois utentes que foram dados como recuperados no surto de Covid-19 no Lar da Misericórdia de Alcáçovas, no concelho de Viana do Alentejo (Évora), acabaram por morrer, revelou hoje o provedor da instituição.

11h00 - Sucedem-se os apelos ao cumprimentos das regras básicas para conter a transmissão do vírus.

10h30 - O presidente da Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos (SRCOM) disse hoje que é "impossível" respeitar qualquer tempo de espera no atendimento nos hospitais da região face à "enormidade" da afluência de doentes.

10h12 - Vários hospitais da região de Lisboa e Vale do Tejo estão atualmente em situação de rutura, sendo incapazes de assegurar o adequado atendimento de doentes Covid e não Covid em tempo útil. A falta de meios humanos, de camas e até de oxigénio tem levado à acumulação dos doentes em maca, à porta dos hospitais e nas ambulâncias, alerta hoje o sindicato dos Médicos da Zona Sul (SMZS).

Perante a situação, "o SMZS aconselha todos os médicos a entregarem minutas de escusa de responsabilidade para que as administrações, e o próprio Ministério da Saúde, se consciencializem dos graves erros que estão a ser cometidos na gestão da pandemia".

9h40 - Benfica pede à DGS para não competir nos próximos 14 dias. As águias fizeram saber hoje, terça-feira, através de comunicado, que têm 17 casos positivos de Covid-19 entre staff, equipa técnica e jogadores.

9h36 - O IRA (Intervenção e Resgate Animal) disponibiliza tenda a hospitais em rutura para apoiar na assistência às pessoas. "A tenda tem 8 metros de comprimento, 5 metros de largura e 3,85 metros de altura. Pode ser dividida em secções distintas", informa o grupo nas redes sociais. Para solicitarem a tenda de campanha, basta que contactar o IRA pelo email: [email protected]

9h28 - Desisto ou não desisto deste?" Gustavo Carona é um dos médicos que, durante a pandemia da Covid-19, tem dado a cara e publicado nas redes sociais diversas situações acerca desta luta contra o vírus. Na semana passada, colocou um longo texto no Facebook- a que deu o título de 'A Angústia da Decisão' - onde traça um retrato brutal do que se passa nos hospitais portugueses a partir da sua própria experiência.

9h20 - Os votos para as eleições presidenciais dos quase 13 mil idosos em lares e pessoas em confinamento devido à Covid-19 que se inscreveram para votar antecipadamente começam hoje a ser recolhidos por todo o país.

8h40 - Cientista que se recusou a manipular dados da Covid nos EUA detida. A analista de dados Rebekah Jones,que ajudou a construir o painel de dados do vírus do Departamento de Saúde da Florida, foi despedida em maio por insubordinação, e foi agora presa por ser acusada de aceder a um sistema informático estatal e de descarregar um ficheiro sem autorização. Terá sido despedida depois de se ter negado a manipular os dados da Covid-19.

8h20 - Passear trelas sem cães? Sim, aconteceu. Carlos Carreiras, presidente da Câmara de Cascais, prestou declarações à TVI24 onde falou sobre os abusos das pessoas que, em dia de voto antecipado (no domingo) foram passear para as marginais, quebrando assim as regras de confinamento. "Deixámos de ter capacidade de meios humanos para poder fazer essa fiscalização mas, naquela que se fez, houve cidadãos que foram apanhados com uma trela pela mão, em que não tinham animal", apontou como um exemplo "ridículo" das desculpas que os cidadãos deram para contornar o indicado.

8h05 - Perante a "imperiosa necessidade" de todos contribuírem para conter o contágio da Covid-19, o MAI apela ao "cumprimento rigoroso das medidas impostas pelo Estado de Emergência".

8h05 - Entre as 00h00 do dia 8 de janeiro e as 23h59 do dia 14 de janeiro, foram detidas quatro pessoas por crime de desobediência, três das quais por violação da obrigação de confinamento obrigatório, adiantou o Ministério da Administração Interna em comunicado.

No mesmo período, foram encerrados 16 estabelecimentos por incumprimento das normas estabelecidas.

Foram ainda instaurados 249 autos, designadamente por incumprimento do uso obrigatório de máscara nos transportes e estabelecimentos públicos, e por incumprimento de outras regras.

8h00 - Vacinas. O diretor médico da Janssen, Manuel Salavessa, estimou hoje que as primeiras 1,25 milhões de doses da vacina contra a covid-19 desenvolvida pela Johnson & Johnson possam estar disponíveis em Portugal no segundo trimestre de 2021.

7h45 - O hospital de Portalegre vai abrir um inquérito para apurar as circunstâncias da morte de um octogenário, na noite de segunda-feira, na área dedicada aos doentes respiratórios, depois de estar quase três horas numa ambulância.

7h40 - A Comissão Nacional de Saúde da China informou hoje que o país asiático diagnosticou 118 novos casos de Covid-19 na segunda-feira, 106 dos quais são infeções locais.

7h33 - A Índia registou 137 mortes por covid-19 e 10.064 casos nas últimas 24 horas, informaram hoje as autoridades indianas. Desde o início da pandemia, a Índia contabilizou mais de 10,5 milhões de casos do novo coronavírus (10.581.837), mantendo-se como o segundo país com mais infeções, atrás dos Estados Unidos.

7h30 - O México contabilizou 544 mortos e 8.074 infetados com o novo coronavírus nas últimas 24 horas. O novo balanço faz subir para 1.649.502 o número de contágios e para 141.248 o número total de óbitos. Com estes números, o México continua a ser o quarto país do mundo com mais mortes por covid-19, depois dos Estados Unidos, Brasil e Índia, de acordo com a contagem da Universidade Johns Hopkins.

7h29 - Biden não vai levantar restrições às viagens da Europa e Brasil. O Presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, que tomará posse na quarta-feira, não levantará restrições às viagens internacionais da Europa e do Brasil a partir de 26 de Janeiro, como anunciou segunda-feira o Presidente cessante, Donald Trump.

7h28 - A Alemanha registou, nas últimas 24 horas, mais 11.369 casos de Covid-19 e 989 pessoas morreram devido à mesma doença. Em termos acumulados, o país soma agora 2.052.028 infetados e 47.622 mortes, desde que a pandemia teve início.

7h25 - O primeiro-ministro tem hoje o primeiro debate do ano sobre política geral no Parlamento, numa altura em que a epidemia de Covid-19 atingiu níveis máximos em Portugal, com o Governo a agravar sucessivamente as medidas de confinamento. É de prever que a pandemia seja o assunto central.

7h20 - Pressão no SNS24: O recorde semanal de chamadas atendidas no SNS24 foi ultrapassado na última semana, num aumento da procura para mais do dobro, de 126.860 para 279.279, em relação à última semana de 2020

7h00 - Bom dia! Iniciamos um novo acompanhamento ao MINUTO da informação relacionada com a pandemia no país e no mundo. A reter do dia anterior? O endurecimento das regras do confinamento geral. Após o Conselho de Ministros extraordinário, António Costa disse não ser "aceitável o nível de circulação" verificado nos primeiros dias do confinamento. Assim, e perante o agravamento da pandemia no país, anunciou novas medidas. O país precisa de "um sobressalto cívico", afirmou.

Leia Também: Covid: SNS24 ultrapassa recorde semanal de chamadas com mais de 200 mil

Notícias ao Minuto nomeado para os Prémios Marketeer

O Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2021 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media. As votações decorrem até ao próximo dia 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta aceder ao site da iniciativa organizada pela revista Marketeer, clicando aqui, e proceder ao preenchimento do formulário, selecionando Notícias ao Minuto na categoria de Digital Media e formalizando depois a votação. Obrigada pela sua preferência!

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório