Meteorologia

  • 08 DEZEMBRO 2019
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 17º

Edição

Homem que matou ex-companheira na Golegã detido

Crime ocorreu este domingo à noite à porta de uma dacenteria. Caso passou para a alçada da Polícia Judiciária.

Homem que matou ex-companheira na Golegã detido

O homem que alegadamente matou a tiro, com recurso a uma caçadeira, uma mulher, na Golegã, foi detido depois da meia-noite deste domingo pelas autoridades, confirmou ao Notícias ao Minuto fonte da GNR. 

De acordo com a mesma fonte, o homem de 65 anos foi detido às 00h20 desta segunda-feira e, tratando-se de um homicídio, o caso está agora a ser investigado pela Polícia Judiciária. 

Segundo fonte do CDOS de Santarém, o crime ocorreu na rua, à porta de uma danceteria, pelas 23h50 de domingo.

Quando os bombeiros chegaram ao local, a vítima, uma mulher com 54 anos, "estava em paragem cardiorrespiratória, tendo sido efetuadas, sem sucesso, manobras de reanimação".

O alegado autor do crime, segundo a mesma fonte, pôs-se em fuga, vindo a ser detido logo depois. 

Esta é já a décima mulher a ser morta em Portugal, este ano, às mãos de companheiros ou ex-companheiros. Os números dramáticos da realidade da violência doméstica no país  (a que se juntou a morte de uma criança de 2 anos no Seixal) têm estado na ordem do dia e levaram o Governo a reunir-se de emergência, no início do mês, com a Procuradoria Geral da República (PGR) e com forças de segurança.

Desse encontro resultou a decisão de criar gabinetes de apoio às vítimas de violência doméstica nos Departamentos de Investigação e Ação Penal (DIAP) e de reforçar a articulação e cooperação entre forças de segurança, magistrados e organizações que trabalham na prevenção e combate.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório