Meteorologia

  • 23 OUTUBRO 2018
Tempo
20º
MIN 19º MÁX 20º

Edição

"Quaisquer que sejam as consequências, apuramento tem de ser feito"

O Presidente da República defendeu novamente esta quinta-feira que “doa a quem doer” tudo deve ser apurado sobre o furto e devolução de material de guerra do paiol de Tancos.

"Quaisquer que sejam as consequências, apuramento tem de ser feito"
Notícias ao Minuto

19:06 - 11/10/18 por Natacha Nunes Costa 

País Presidente Marcelo

O Presidente Marcelo recuperou esta quinta-feira o assunto Tancos. Em declarações aos jornalistas, à margem de uma visita à Universidade Católica de Lisboa, o chefe de Estado defendeu novamente que “doa a quem doer” tudo deve ser apurado sobre o furto e devolução de material de guerra do paiol de Tancos.

Espero o apuramento tão rápido quanto possível quer no que respeita à devolução do armamento quer no que respeita ao furto. Quaisquer que sejam as consequências, doa a quem doer, o apuramento das responsabilidades tem que ser feito”, repetiu Marcelo Rebelo de Sousa.

Para o Presidente é fundamental que a investigação e apuramento das responsabilidades seja feito, mais não seja, “por uma questão de afirmação do Estado de Direito e pelo prestígio da Instituição Militar”.

Marcelo Rebelo de Sousa reiterou assim a sua posição quanto ao caso do assalto a Tancos, adiantando que não acrescenta mais nada sobre o assunto porque acha que o Presidente da República não tem de fazer comentários a processos em curso.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório