Meteorologia

  • 16 JULHO 2018
Tempo
22º
MIN 21º MÁX 23º

Edição

Listas de espera nos hospitais dos Açores "é uma vergonha"

O deputado do PPM ao parlamento dos Açores, Paulo Estêvão, criticou hoje o aumento do número de doentes em listas de espera nos três hospitais da Região, problema que considera ser "uma vergonha" para a região.

Listas de espera nos hospitais dos Açores "é uma vergonha"
Notícias ao Minuto

17:38 - 17/05/18 por Lusa

País PPM

"Temos mais de dez mil pessoas nas listas de espera cirúrgica. É inadmissível. É uma vergonha para todos nós", lamentou o parlamentar monárquico, que falava no plenário da Assembleia Legislativa dos Açores, reunida na Horta, na apresentação de uma declaração política sobre saúde.

No seu entender, o executivo açoriano já devia ter dado prioridade a esta matéria, para que as listas de espera deixassem de fazer parte da agenda política, mas na realidade, o que se tem verificado é que o problema "agrava-se de ano para ano".

"Temos de parar para pensar no sofrimento que tudo isto significa. No purgatório que cada dia de espera significa para cada um dos doentes. Na persistência de uma dor que podia ser retirada. Nas vidas adiadas de tanta gente que aguarda a intervenção cirúrgica para recomeçar a sua vida", insistiu o deputado do PPM.

Para Paulo Estêvão, "não é admissível" que existam salas de bloco operatório encerradas ou a funcionar muito longe do seu potencial, em algumas unidades de saúde do arquipélago, apenas porque faltam enfermeiros ou camas.

Mas José San Bento, deputado da bancada do PS, lembrou que os problemas das listas de espera nos Açores "não se resolvem com uma varinha mágica", recordando que também na Madeira, no continente português e em muitos outros países se verificam idênticos problemas.

"Este problema das listas de espera não resulta de uma insensibilidade do Governo ou do senhor secretário, nem resulta de uma eventual incompetência dos conselhos de administração dos hospitais", insistiu o deputado socialista, para quem o problema reside na ausência de anestesistas e de outros especialistas cirúrgicos, o que "impede" que se consiga resolver o problema "de uma vez por todas".

Luís Maurício, deputado do PSD, teme, no entanto, que o número de açorianos em listas de espera cirúrgicas seja superior aos dez mil referidos pelo PPM, recordando que aquele dado estatístico é relativo ao final de fevereiro, porque o Governo não atualizou, entretanto, os dados.

"É por isso que o seu Governo não faz publicar os resultados, porque eles não são favoráveis", acusou o parlamentar social-democrata, recordando que, só no Hospital do Divino Espírito Santo, em Ponta Delgada, "há mais 1.717 doentes em espera" de fevereiro para cá.

Artur Lima, do CDS, aproveitou a ocasião para fazer um apelo ao secretário regional da Saúde, para que tente resolver o problema de um doente da ilha Terceira que "está há mais de cinco anos a aguardar por uma cirurgia à anca".

"É admissível esperar uns meses, é doloroso esperar um ano, é penoso esperar três anos, mas é cruel esperar mais de cinco anos", apontou o parlamentar centrista, apelando ao executivo para que "acuda a esta gente".

Na resposta, o titular da pasta da Saúde na Região, Rui Luís, lembrou que o problema das listas de espera não é fácil de resolver, reconhecendo que existem doentes que estão há demasiado tempo a aguardar por uma cirurgia.

"É verdade. Temos pessoas há cinco anos e até temos mais, há seis anos, em algumas especialidades", admitiu o governante, garantindo que o executivo está a fazer "um esforço" para que se criem nos hospitais condições para dar resposta aos doentes que estão há mais tempo a aguardar por uma intervenção cirúrgica.

Rui Luís lembrou que o Governo está também a tomar outras iniciativas, com vista à redução das listas de espera, que passam por uma reforma ao nível da gestão dos médicos especialistas e pela otimização das deslocações de doentes, entre outras medidas.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.