Meteorologia

  • 22 JULHO 2018
Tempo
20º
MIN 19º MÁX 20º

Edição

Arménia: Protestos contra novo primeiro-ministro fazem dezenas de feridos

Dezenas de pessoas foram hoje feridas em Ierevan, capital da Arménia, durante confrontos entre a polícia e manifestantes que contestam a permanência no poder do ex-presidente Serge Sarkissian, proposto para o cargo de primeiro-ministro.

Arménia: Protestos contra novo primeiro-ministro fazem dezenas de feridos
Notícias ao Minuto

17:17 - 16/04/18 por Lusa

Mundo Ierevan

Os manifestantes pretenderam dirigir-se ao edifício do parlamento após terem desfilado no centro da cidade num apelo do líder da oposição Nikol Pachinian, e bloquearam as ruas principais, referiu a agência noticiosa France-Presse.

Impedidos de avançar pelas barreiras de metal instaladas pela polícia nos arredores do parlamento, que enviou um forte contingente para o local, os manifestantes tentaram forçar a passagem, com a polícia a utilizar granadas atordoadoras.

No total, 46 pessoas, incluindo Pachinian e seis polícias, solicitaram assistência médica devido aos ferimentos provocados por arame farpado e pelas granadas ensurdecedoras, segundo o ministério da Saúde.

"Somos pessoas pacíficas. O nosso objetivo é impedir, sem violência e recurso à força, que Serge Sarkissian dirija o país pela terceira vez consecutiva", tinha assegurado antes o oposicionista, com as pessoas em seu redor a entoarem "Arménia sem Serge!".

Em paralelo, a procuradoria-geral arménia anunciou a abertura de um inquérito por "tumultos massivos".

Hoje, o Partido republicano, no poder, apresentou oficialmente ao parlamento a candidatura de Serge Sarkissian, 63 anos, para o cargo de primeiro-ministro, devendo ser eleito sem surpresas numa votação aguardada para terça-feira.

A designação de Serge Sakassian segue-se à tomada de posse na passada segunda-feira do novo Presidente arménio Armen Sarkissian, com o mesmo nome de família do seu antecessor mas sem ligações de parentesco.

Armen Sarkissian prestou juramento perante o parlamento deste pequeno país do Cáucaso, assumindo funções essencialmente protocolares após uma revisão constitucional contestada pela oposição. Antigo embaixador arménio no Reino Unido, Armen Sarkissian, 64 anos, foi eleito presidente pelos deputados no início de março.

Por sua vez, Serge Sarkissian, antigo oficial do exército e considerado "pró-russo", ocupava o cargo de presidente desde 2008, após as funções de primeiro-ministro em 2007-2008. A sua primeira vitória presidencial originou confrontos entre manifestantes e forças policiais que provocaram dez mortos. Em 2013 garantiu um segundo mandato.

Desde sexta-feira que decorrem protestos em Ierevan, onde mais de 4.000 pessoas desceram à rua para denunciar a intenção do antigo presidente permanecer no poder nesta antiga república soviética, e agora na qualidade de chefe do Governo.

Os últimos grandes protestos na Arménia remontam a julho de 2016, quando opositores que exigiam a demissão do governo fizeram diversos reféns numa esquadra policial em Ierevan. Os apoiantes desta ação envolveram-se na ocasião em violentos confrontos com as forças policiais.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.